48 horas em Hué no Vietnã – O que ver e fazer

A cidade imperial do Vietnã.

2
48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Palácio Real - Hué, Vietnã

Hué foi a capital do Vietnã imperial e até 1945, quando o último imperador da dinastia Nguyễn abdicou do trono, a cidade ocupou lugar de destaque na história do país. Porém, com o fim do império, a cidade perdeu relevância na cena política nacional.

Como se a perda de relevância política não bastasse, Hué foi fortemente bombardeada durante a Guerra do Vietnã e muitas de suas grandiosas e belas construções foram destruídas. Mas felizmente, ainda restou muita coisa interessante que justifique uma visita a essa bela cidade às margens do Rio dos Perfumes (Perfume River).

Nesse review compartilho com vocês o que vi e fiz na cidade em 48 horas. Passamos duas noites, ou um dia e meio na cidade, e foi o suficiente para visitar os principais pontos turísticos.

Thien Mu Pagoda em Hué

Como tínhamos apenas um dia inteiro para visitar vários locais fora da cidade decidimos contratar um guia, no caso uma guia, através do hotel. E para a nossa felicidade tivemos o prazer de conhecer a Huyen Vo, simplesmente a melhor guia que tivemos durante essa viagem pelo Vietnã.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Rio dos Perfumes

Além de falar inglês fluentemente, ela fazia questão de nos explicar o que estávamos vendo e os fatos históricos por trás de cada monumento. Agora voltando ao passeio ….

Nosso dia começou bem cedo, com uma viagem no Rio dos Perfumes a partir do hotel até a Thien Mu Pagoda. Como o tour era privados, éramos somente nós e a guia no barco como passageiros.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Thien Mu Pagoda

Chegamos em Thien Mu por volta das 10 horas da manhã e o local já tinha muitos turistas, em sua maioria tailandeses e chineses. A Pagoda de Thien Mu foi fundada em 1601 e a torre da foto acima em 1844.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Escultura em Thien Mu

Segundo a tradição, a tartaruga da foto acima trás sorte para quem tocá-la. Embora a área estivesse cercada e com avisos de não entrar, os turistas simplesmente faziam fila para colocar suas mãos na cabeça da escultura.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Guerreiros Guardiões dos Portões da Pagoda

Existem 6 esculturas como as das fotos acima que representam os guardiões dos portões da Pagoda.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Thien Mu Pagoda

Thien Mu é um templo budista e ao circular pela área é possível ver os jovens monges em seus alojamentos ou fazendo os trabalhos do dia-a-dia.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Thien Mu Pagoda ao Fundo

Dentro de sua simplicidade, o espaço me pareceu muito bem mantido. Provavelmente graças ao trabalho dos monges que ali vivem.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Thien Mu Pagoda

Em 1963, Thích Quảng Đức dirigiu o carro da foto abaixo até Ho Chi Minh City e ateou fogo no próprio corpo em protesto ao governo ditatorial da época que proibia a prática do Budismo no país.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Carro Usado por Monge para Viajar até Saigon

Minh Mang Mausoléu em Hué

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Portão de Entrada

Uma das atrações de Hué é visitar os mausoléus dos imperadores que foram construídos ao longo do Rio dos Perfumes. Como o tempo é contado na vida do turista, nossa guia sugeriu que visitássemos apenas os dois melhores.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Templo Principal do Mausoléu

O primeiro foi o Minh Mang, mais antigo e construído a partir de 1840. Não tivemos acesso à parte interna de nenhum dos palácios e visitamos apenas os jardins.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Ponte de Acesso às Tombas ao Fundo

Caso você tenha tempo, recomendo passar por este mausoléu, embora não seja um “must” na lista.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Minh Mang Mausoléu

Kahi Dinh Mausoléu em Hué

O mausoléu de Kahi Dinh, penúltimo imperador do Vietnã, mistura elementos da arquitetura européia com o estilo colorido vietnamita. O estilo gótico europeu é claramente visto do lado de fora nas esculturas de concreto escuro.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Guerreiros que Guardam o Mausoléu

Chegamos no local por volta do meio dia e o sol a pino, a humidade do ar e as escadarias fizeram do passeio um desáfio. Mas nada que um pouco de bom humor e curiosidade não resolvesse!

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Vista Frontal dos Guerreiros

Comparado com outros, o mausoléu de Kahi Dinh é o mais preservado. Embora as estátuas e prédios ao redor sejam interessantes, como era de se esperar, o interior da câmara onde está o corpo de  Kahi Dihn é o ponto alto da visita.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Khai Dinh

A riqueza de detalhes é impressionante e isso explica o porquê da popularidade com os turistas.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Tomba de Khai Dinh

E falando em turistas, isso foi algo que nos incomodou um pouco. Os grandes grupos de turistas com seus guias praticamente tomavam conta do espaço, ignorando todos à sua volta.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Paredes Decoradas

Cidade Imperial em Hué

Depois do Mausoléu de Khai Dinh seguimos para a Cidade Imperial e esse foi o ponto alto da viagem para Hué. Embora a construção original tivesse 148 prédios, apenas 20 sobraram após as guerras contra os franceses e americanos. Mas o que restou ainda compensa a visita.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Fortificação na Entrada da Cidade Imperial

Uma coisa que se nota claramente ao caminhar pelos prédios e ruínas é a grandiosidade do que foi a Cidade Imperial.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Exemplo de um Prédio Preservado

Eu notei que alguns prédios e portões estão sendo restaurados. Isso ajuda o turista a ter uma ideia de como eram as coisas.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Exemplo de Portão na Cidade Imperial

A foto abaixo é de um templo que foi restaurado e imagino ser um dos mais importantes da Cidade Imperial, pois haviam seguranças cuidando do local. Para entrar os turistas tinham que tirar os sapados e mulheres deveria cobrir os ombros.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Templo na Cidade Imperial

Muitos dos jardins e fontes estão meio abandonados, infelizmente. Mas ainda assim é possível ter uma ideia de como eram quando bem conservados.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Exemplo de uma fonte na Cidade Imperial

Quando estávamos perambulando pelos jardins, vimos um grupo em roupas típicas gravando algo que acredito ser para algum canal de televisão local.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Apresentação de Dança Típica

Passamos umas três horas visitando o local e saímos sem ver tudo. Eu disse no começo e enfatizo novamente, a Cidade Imperial é o ponto alto da viagem para Hué.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Estátua na Cidade Imperial

Viagem de Trem de Hué para Danang

Quando estávamos planejando a viagem para o Vietnã, a ideia era ir de trem de Ho Chi Minh City para Danang. Mas depois que vimos que seriam necessárias 17 horas para cumprir o trajeto nós abandonamos essa ideia e preferimos ir de avião, mas ainda queríamos experimentar uma viagem de trem no país.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Estação de Trem em Hué

Então tivemos a ideia de ir de trem de Hué para Danang, já que seriam apenas 2.5 horas e pelos relatos que li, a paisagem era muito bonita.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Sala de Espera na Estação – Algo Familiar?

Tentei comprar a passagem direto no site da empresa estatal vietnamita responsável pelos trens e não deu certo. Quando comentei isso no hotel, eles se ofereceram para ir na estação e comprar para nós já que a mesma ficava a menos de 5 minutos caminhando do hotel.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Trem Chegando na Estação

A experiência foi interessantíssima! E de certa forma me lembrou as viagens de trem que fiz no interior quando era criança.

As plataformas não são elevadas e os trens são bem altos. Então imagina como é o embarque! Você vê as pessoas com malas nas mãos sendo empurradas pela bunda e costas para conseguir subir no trem.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
A Bordo do Trem para Danang

Mas o engraçado foi que no hotel eles insistiram que era preciso comprar os bilhetes antes, pois os assentos eram marcados. Pois bem, embarcarmos os corredores estavam lotados de gente viajando em pé. Teve um momento que do nada apareceram com uma cadeirinha de plástico e deram para uma pessoa sentar no corredor mesmo! 😐

Dica: Para viajar entre Hué e Danang, dê preferência a lugares do lado esquerdo do trem. A vista fez jus ao que me disseram!

Os trens que passam por Hué cobrem a linha Hanói – Ho Chi Minh City e normalmente operam com atraso. Fique atento a esse detalhe!

Algumas Palavras

Só a Cidade Imperial já valeu a viagem até Hué. Agora o clima é mais cruel que Ho Chi Minh ou Saigon – sempre muito quente e úmido! Então prepare-se para suar a camisa.

Por falta de planejamento acabamos pegando um guia no hotel, como eu disse acima. Mas acredito que se reservado diretamente com os guias ou com as empresas de viagem local é possível conseguir um preço bem melhor.

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Palácio na Cidade Imperial – Hué

E falando em guias, eu aconselho a contratar um em Hué. Os pontos de interesse são bem distantes uns dos outros e com os guias (e transporte) ganha-se bastante tempo.

Dos locais que visitei no Vietnã, Hué foi a única cidade que não consegui usar o Grabtaxi. Como a cidade é pequena não há oferta de carros, apenas motos. Mas não nos sentimos confortáveis em encarar moto-táxis.

A foto do pôr-do-sol abaixo é uma das minhas fotos favoritas de Hué. Depois de caminharmos mais de 10km durante o dia fomos a um rooftop bar tomar uma cerveja super gelada e apreciar o entardecer e esse foi o presente que ganhamos!

48 horas em Hué no Vietnã - O que ver e fazer
Pôr-do-Sol com o Rio dos Perfumes ao Fundo

Voltaria a Hué? A resposta é sim e principalmente para curtir o hotel onde me hospedei e para fazer alguns passeios de maior duração ao longo do Perfume River.

Pontos negativos? A falta de Grabtaxi e o fato de se precisar de transporte para poder visitar os pontos de interesse. Porém, mais os mais destemidos é possível alugar scooters e dirigir pela cidade ou até os pontos históricos.

Para Saber Mais