África do Sul e Chile abrem fronteiras – Veja os requisitos e como chegar lá

20
África do Sul / Chile

Mesmo com o recente aumento de casos de Covid-19 pelo mundo, a África do Sul e o Chile anunciaram a abertura de suas fronteiras. No Chile, visitantes internacionais podem entrar no país a partir de 23 de novembro. Passageiros com origem no Brasil estão liberados em ambos os destinos, desde que cumpram com os protocolos de saúde exigidos.

África do Sul

Ainda que o governo tenha, inicialmente, anunciado que somente reabriria em 2021, foi permitida a entrada de viajantes advindos de alguns países considerados de baixo risco em outubro (lista que não incluía o Brasil). Agora, reabre para passageiros do mundo inteiro, conforme recente comunicado.

Para a entrada no país, será necessário apresentar teste PCR negativo de Covid-19, realizado até 72 horas antes do embarque (e não da chegada na África do Sul), além de ter no celular aplicativo para monitoramento de saúde. As chegadas são permitidas pelos aeroportos de Joanesburgo (JNB), Cidade do Cabo (CPT) e Durban (DUR).

África do Sul e Chile abrem fronteiras; veja os requisitos e como chegar lá
Cidade do Cabo

Atualmente, não existe hipótese de chegar na África do Sul de forma direta a partir do Brasil, já que o voo São Paulo – Joanesburgo operado pela Latam tem previsão de retomada das operações apenas em 1º de julho de 2021, com cinco frequências semanais. Além disso, a South African Airways não opera mais a rota, cancelada antes mesmo da pandemia.

Assim, a melhor opção para chegar em Joanesburgo ou Cidade do Cabo a partir do Brasil é com a Ethiopian Airlines por São Paulo, com conexão em Adis Abeba na Etiópia. Considerando os acordos de codeshare entre a companhia africana com a GOL e a Azul, é possível emitir bilhete único para a África do Sul a partir de várias cidades do Brasil.

Outra opção seria utilizar milhas Latam para voar para Joanesburgo com a Qatar Airways, apesar da grande dificuldade de emissão em razão dos velhos problemas no sistema. Apesar da longa distância por causa da conexão em Doha, é uma emissão com bom custo, e (ainda) fixo – 36.000 pontos em econômica e 84.000 em executiva, e que conta com bastante disponibilidade, até mesmo este ano.

Sobre os números atuais do Covid-19 na África do Sul, se verifica estabilidade desde final de agosto, conforme gráfico atualizado do Worldometers:

África do Sul

Chile

De acordo com o anunciado, a partir de 23 de novembro, o Chile também receberá visitantes de todo o mundo, desde que apresentem teste PCR negativo para COVID-19 feito até 72 horas antes da chegada (o que dificulta para viajantes de outros continentes). Ademais, os passageiros devem apresentar declaração eletrônica e baixar aplicativo no celular para monitoramento de saúde.

Importante mencionar que as fronteiras terrestres permanecerão fechadas, e somente será possível a chegada pelo Aeroporto Internacional de Santiago (SCL). A partir de lá, poderão se deslocar para outras localidades, apesar de que algumas cidades, como Puerto Natales, ainda não estão abertas.

Montanhas da Cordilheira dos Andes

Para chegar no Chile, existe frequência diária direta por São Paulo, com a Latam. A partir do Rio de Janeiro, os voos retomam em 1º de janeiro de 2021 com frequência diária; de Porto Alegre, a partir de 29 de março com cinco frequências por semana; e de Brasília, a partir de 30 de março com três frequências por semana.

Como alternativa, existem voos diretos para o Chile a partir de São Paulo, Rio de Janeiro e Florianópolis (apenas durante o verão), com a low-cost chilena Sky Airline.

A Gol tem voos agendados somente por São Paulo, a partir de 28 de março e com frequência diária, período em que retomará a operação para destinos internacionais.

Assim como a África do Sul, o Chile também tem registrado estabilidade nos novos casos de Covid-19 desde o final de julho:

África do Sul

Algumas palavras

A abertura das fronteiras dos dois países é animadora e uma oportunidade para quem pretende viajar nos próximos meses. Acaba por servir, também, como uma espécie de teste para a retomada do turismo internacional, sendo a expectativa que ocorra de forma gradual e sem grande impacto no número de casos, apesar dos temores em razão do que acontece atualmente na Europa.

Agora com a abertura de ambos os países, espera-se também que a Latam adiante a retomada de seus voos, seja de outras cidades brasileiras para Santiago, quanto, principalmente, de São Paulo para Joanesburgo. A situação envolvendo os voos da Gol é mais complicada, já que a companhia anunciou recentemente que não pretende retomar as operações internacionais antes de março de 2021.

Aqueles que estavam aguardando os anúncios da abertura das fronteiras agora pretendem visitar a África do Sul ou o Chile?