Alaska Airlines em negociação com a LATAM

8

A Alaska Airlines está em negociação com a LATAM sobre possível parceria no programa de milhagem da empresa americana. A Alaska já tem parceria com a LAN já faz um bom tempo e, mesmo com a união da LAN com a TAM, somente os voos com o código da LAN (LA) podem pontuar no Mileage Plan.

O interessante é que as milhas acumuladas com a LAN contam para status no programa de passageiro frequente da Alaska.

A Alaska ainda mantém o crédito de milhas de acordo com a distância voada, o que é uma enorme vantagem para quem costuma viajar em voos de longa distância. Além disso, ela tem ótimas parceiras como a Emirates, Singapore Airlines, Air France, KLM, Cathay Pacific, American Airlines, Japan Airlines, British Airways e a Hainan (companhia 5 estrelas na Skytrax), dentre outras.

A quantidade exigida de milhas para emissão de passagens também é bastante razoável. É possível ir da Europa para a Ásia na primeira classe da Cathay por 70.000 milhas. Dos EUA para o Pacífico Sul são 60.000 milhas na executiva da Air France e 50.000 milhas na executiva da Hainan para a China.

E, ao contrário do que ocorre com a Smiles e o TAP Victoria, é possível emitir bilhetes na primeira classe da Emirates.

A desvantagem é que, do Brasil, só é possível emitir bilhetes com milhas para a América do Norte – a Europa e demais continentes estão fora da jogada. São necessárias 50.000 milhas na executiva da American e 45.000 na da LAN para os EUA.

Ah, e o pessoal do Nordeste tem um meio bem interessante de acumular muitas milhas no Mileage Plan: viajando na business da Condor, o passageiro ganha mais 200% sobre as milhas voadas. Tudo bem que a executiva da Condor não deve ser a oitava maravilha do mundo, mas uma viagem a Europa pode render cerca de 30.000 milhas. Nada mal …