As boas novidades do Smiles e o benefício despercebido

1

Essa semana o Smiles apresentou três novidades interessantes e um benefício que passou despercebido. A primeira é que agora é possível contratar viagens em cruzeiros. A segunda é a parceria com a Avianca e o Lifemiles. E a terceira se refere às 25 novas companhias aéreas que os clientes têm à disposição para emitir bilhetes com milhas. Vamos tratar de tudo isso no post.

Milhas Smiles em Cruzeiros

Em parceria com a Agaxtur, o Smiles oferece cruzeiros variados para todos os continentes. Há, até mesmo, a possibilidade de dar a volta ao mundo.

Opções de Cruzeiros
Opções de Cruzeiros

É claro que uma opção desse porte não é barata! Entretanto, o viajante passa quase 4 meses no mar, visitando locais exóticos como Papua Nova Guiné e outros nem tanto, como o Chile.

Cruzeiro Volta ao Mundo
Cruzeiro Volta ao Mundo

Para quem não tem bala na agulha, mas tem muita vontade dormir com o balanço do mar, dá para passar uma ou duas noites na costa brasileira a preços bem módicos.

Cruzeiros na costa brasileira
Cruzeiros na costa brasileira

Em todos os cruzeiros oferecidos, é possível acumular milhas Smiles. E, dependendo do valor, é oferecido parcelamento em até 10 vezes sem juros.

Avianca Holdings e Lifemiles | GOL e Smiles

A segunda boa novidade é que a GOL e a Avianca Holdings assinarão em breve um acordo de codeshare que vai englobar, também, seus respectivos programas de milhas. Ou seja, além do codeshare, haverá um acordo de passageiro frequente (frequent flyer agreement).

A parceria vai permitir que a Avianca Holdings comercialize trechos a partir dos seus hubs em Bogotá e Lima. A parceria contemplará 60 destinos nacionais e 16 internacionais da GOL, em 11 países, e 26 destinos da Avianca na Colômbia e outros 50 na América e Europa.

Até o final de março de 2020, a GOL também prevê iniciar as vendas dos voos da Avianca, tanto entre Brasil-Colômbia e Brasil-Peru, como nas rotas do interior destes países e demais destinos operados pela Avianca Holdings.

Quanto aos programas de milhas, em breve, será possível usar as milhas Smiles para emitir bilhetes Avianca, assim como será possível usar milhas Lifemiles para emitir bilhetes para voar na GOL.

25 Novas Companhias Aéreas

O Smiles também anunciou mais 25 companhias aéreas em que é possível o resgate de bilhetes usando milhas (para acessar a lista completa, clique aqui). A escolha foi bem eclética e inclui nomes conhecidos do público brasileiro – China Eastern, Vueling, Aer Lingus e Alaska dentre outras, como também empresas fora do radar até mesmo dos milheiros mais hard core. Quem aqui ouviu falar em Hahn Air e Interjet?

As 25 companhias aéreas não são parceiras do Smiles como Qatar Airways ou Air France. Nelas o passageiro pode acumular milhas e resgatar bilhetes reciprocamente.

Na verdade, foi criado um tipo de “interline” com milhas como arranjo de pagamento. Se vale a pena ou não pagar com milhas Smiles vai depender muito da empresa, data do voo, cabine, se a passagem inclui ou não bagagens, taxas extras etc. É para ver no caso a caso mesmo.

O Benefício Despercebido

Mas, entretanto, contudo, todavia há um benefício espetacular que eu não vi ninguém comentar durante a semana. Como o Smiles passou a comercializar as passagens dessas 25 companhias aéreas, o programa se torna solidariamente responsável em caso de cancelamento e atraso de voo, extravio ou perda de bagagens, overbooking etc.

Eu já comprei passagens pela Air Baltic e me lembro de pensar justamente nisso: se der problema e a empresa não quiser resolver, vou ficar a ver navios, porque não tenho a quem recorrer. Imagina ter encrenca com uma Juneyao Airlines (que dizem ser muito boa, aliás), cuja sede é em Shanghai? Ou com a Garuda (Indonésia) ou Spicejet (Índia)?

Agora, com comprando esses bilhetes com o Smiles, ainda que me custe um pouco mais caro, é possível se sentir mais seguro em relação a eventuais problemas. É claro que tudo tem que ser pensado e contabilizado na ponta do lápis. Mas, pessoalmente, eu pagaria algumas centenas de reais a mais pela tranquilidade no caso de imprevistos.

Algumas Palavras

Todas as três novidades são muito boas para os passageiros brasileiros. Entretanto, há de se apontar que o Smiles está. gradualmente, se descaracterizando como o programa de passageiro frequente da GOL.

À medida que o tempo passa e mais novidades são anunciadas, o Smiles fica mais parecido com um portal de viagens cuja moeda corrente (ou arranjo de pagamento) é feito com milhas do que com um programa de passageiro frequente.

É importante que a empresa não perca de vista ou delegue para segundo plano o passageiro que voa GOL e quer ter status no Smiles. Esse é o cliente fiel, e cliente fiel merece ser lembrado e privilegiado.