Os constantes aumentos dos preços de passagens na Smiles – O que está acontecendo?

32
Transfira pontos do cartão para a Smiles e ganhe até 70% de bônus

É fato que a indústria de viagens está passando por um dos seus momentos mais críticos e muitas empresas têm feito tudo o que podem para tentar sobreviver. Mesmo levando isso em consideração, me parece que tem algo errado com a Smiles.

Todos os programas de fidelização, ou de pontos, no Brasil e no mundo têm lançado ações de marketing para que seus clientes adquiram mais pontos. Seja através de compras bonificadas ou transferências via cartões de crédito.

As mudanças de preço nas passagens Smiles

No entanto, quando olhamos para o uso dos pontos, a Smiles parece estar navegando na direção oposta. Explico!

A grande maioria dos programas a que me referi dois parágrafos acima estão incentivando o acúmulo de pontos, porém mantendo inalterada as tabelas de resgate. E é exatamente neste ponto que a Smiles destoa do rebanho!

Por exemplo, os nossos leitores Arthur e Alan vêm monitorando os preços de duas rotas há algum tempo e notaram aumentos consideráveis na quantidade de milhas necessárias para tais emissões. São Paulo – Cidade do México saltou de 23 mil para 34 mil milhas em econômica e de 40 mil para 67 mil em executiva. Já o trecho São Paulo – Doha, na Qsuites da Qatar, foi de 129 mil para 175 mil milhas, mais taxas em todos os casos.

Prováveis Razões

Obviamente eu não sei e tampouco jamais saberemos as reais razões por trás de tais aumentos, porém eu levanto duas hipóteses:

Alta do dólar

Ao invés de criar parcerias com as empresas, em muitos casos a Smiles tem apenas um acordo de interline.

No interline, a Smiles compra a passagem da empresa aérea que o cliente quer e a revende, cobrando em milhas. Portanto, se o dólar sobe, a Smiles repassa o preço para o cliente.

Desvalorização da tabela de pontos

A segunda hipótese, e provavelmente a mais precisa, é que a Smiles estaria pouco a pouco desvalorizando as tabelas de pontos. Com isso, os clientes precisam de cada vez mais milhas para fazer suas emissões de passagens.

Algumas Palavras

Eu volto a tocar no mesmo assunto a que já me referi várias vezes. A Smiles tem o direito de desvalorizar a sua tabela de pontos? Obviamente que sim!

No entanto, o mínimo que se espera é transparência e que falem a verdade aos seus clientes. Argumentar que usam uma tabela dinâmica para justificar mudanças de preço não faz sentido num momento onde a maior parte dos voos estão vazios devido ao covid-19.

Aliás, se o conceito de tabela dinâmica fosse usado corretamente, os preços deveriam estar caindo e não subindo!

Enfim, lançar promoções para que os clientes acumulem cada vez mais milhas e seguir aumento os preços das emissões sem qualquer aviso me parece um desrespeito.

Por favor, aos que tiverem outros exemplos de desvalorização das passagens Smiles, deixem-os nos comentários.