Avaliação sobre a destruição da parceria entre TudoAzul e a Copa/United/TAP

64

[Como as últimas semanas foram cheias de trabalho e viagens, não consegui dar atenção a tópicos importantes, o que tentarei fazer neste final de semana.
Um destes tópicos está relacionado ao TudoAzul eliminar a tabela de resgates para voar com seus parceiros Copa, United e TAP.
Antes de mostrar a sacanagem (não tá dando uma dentro hein TudoAzul!?), vamos recordar como as parcerias funcionavam!
Seguindo o padrão da maioria dos programas de fidelidade mundiais, principalmente das companhias que pertencem a alguma aliança aérea, o TudoAzul possuía uma tabela fixa para resgates de voos com suas parceiras. Os valores cobrados eram os seguintes:

Antiga tabela TudoAzul para parceiros Copa, United e TAP – Econômica

Antiga tabela TudoAzul para parceiros Copa, United e TAP – Executiva

Antiga tabela TudoAzul para parceiros Copa, United e TAP – Primeira Classe

Baseado nas tabelas, teríamos uma viagem entre Brasil e Estados Unidos a 45 mil pontos voando Copa Airlines e 50 mil pontos voando United. Para conseguir emitir os bilhetes nestes valores, era necessário encontrar a disponibilidade na classe X, que é classe tarifária que estas companhias disponibilizam bilhetes prêmio em econômica (com milhas).
Com a alteração do sistema, o TudoAzul parou de emitir esse tipo de bilhete e passou a mostrar a disponibilidade do voo independente da classe tarifária. Na verdade, o que fizeram foi oferecer bilhetes que possuem disponibilidade para compra em dinheiro e utilizaram um fator de conversão de reais para pontos TudoAzul. Alguns programas de fidelidade já fizeram isso com o argumento de aumentar a disponibilidade para resgates com pontos. Dos nacionais podemos citar o Smiles, por exemplo.
Quem acompanhou o Smiles quando realizou essa mudança pôde perceber que, apesar da disponibilidade realmente aumentar, os valores sofreram uma inflação tremenda. Isso acontece porque o preço dos bilhetes flutua de acordo com a disponibilidade de classes tarifárias, já que segue as oscilações dos bilhetes pagantes.
Um dos grandes benefícios em resgatar bilhetes com milhas/pontos é justamente a tabela fixa, pois independentemente da época viajada, o valor cobrado será o mesmo. Logicamente, em períodos de alta temporada a disponibilidade é menor, mas ela existe. No novo modelo de emissão do TudoAzul, bilhetes com pontos para alta temporada serão caríssimos!
Agora vamos deixar a teoria de lado e vamos à prática!
Disponibilidade de bilhete Copa Airlines para voar entre São Paulo e São Francisco no dia 09/10/19 com retorno em 16/10/19. Verifico primeiramente se existe disponibilidade na classe X (econômica).
São Pauo a São Francisco voando Copa Airlines – Econômica, classe tarifária X

Yes, existe a disponibilidade! Dessa maneira, bastaria ligar na central do TudoAzul e emitir esse bilhete por 90.000 pontos + taxas de embarque (cerca de R$375).
Antes de verificar o novo sistema de emissões do TudoAzul, vamos ver qual o valor em reais desses mesmos voos através do ITA Matrix.
São Paulo a São Francisco em outubro – R$3.556,20

Veja que, até para um período de baixa temporada, os bilhetes estão com valores elevados, de R$3.556,20. Levando-se em consideração que cada 1.000 pontos TudoAzul valem R$22 (preço médio atual do mercado), teríamos em nossa primeira opção de tabela fixa a passagem a R$2.355,00, uma economia de R$1.201 em relação ao bilhete pagante!!
Agora vamos verificar no novo sistema do TudoAzul quantos pontos serão necessários para essa viagem!
São Pauo a São Francisco voando Copa Airlines – Econômica, classe tarifária L

Opa! Nada menos que 198.800 pontos TudoAzul + os R$375 de taxas de embarque. Pelo preço de mercado, isso daria R$4.749!! Vamos fazer a conta inversa agora, dividindo o valor em reais do bilhete pagante pela quantidade de pontos que o TudoAzul está cobrando. Teríamos o valor de cada 1.000 pontos a R$16 (essa é a conversão definida pelo programa). Ou seja, qualquer bilhete que você pesquise no novo sistema de emissões internacionais do TudoAzul não compensará. Será mais barato comprar a passagem com dinheiro do que com pontos!
Vejam que eu ainda fui bonzinho ao pesquisar um trecho de ida e volta. Porquê? Porque outro ponto extremamente positivo de uma tabela de resgates a valores fixos, considerando as tarifas award (classe X para econômica e I para executiva), é que você pode emitir trechos somente ida. Nas tarifas pagantes, ao tentar emitir um trecho somente ida, geralmente o custo fica quase igual ao de um bilhete de ida e volta. Eu nem vou entrar no mérito de demonstrar isso aqui, pois acredito que vocês já devam ter entendido o meu ponto de vista, certo?
O resumo disso tudo é que não existe almoço grátis! Apesar da divulgação do TudoAzul como um ótimo benefício que vai aumentar a disponibilidade e blábláblá, sabemos muito bem qual foi a intenção da companhia ao alterar os resgates dos parceiros. E pra quem não sabia, ficou sabendo agora com essa publicação. Se você quiser fazer testes no novo sistema de buscas, o link é esse aqui.