Avianca retoma mais rotas internacionais em novembro

0
Avianca retoma mais rotas internacionais em novembro

Depois de ficar alguns meses com toda a sua frota no chão devido à pandemia da covid-19 e num processo que teve início no fim de setembro, a Avianca deverá retomar mais rotas internacionais em novembro, tentando assim trazer alguma normalidade para as suas operações.

Em outubro a Avianca reiniciou suas rotas internacionais para os Estados Unidos, México, Brasil, Ecuador, Bolícia, Guatemala, República Dominicana e Chile.

O destaque para o mês de novembro é o começo das operações para a Europa. Segundo o Routes Online a cia colombiana deverá operar os seguintes destinos no velho continente:

Bogota – London Heathrow 1 weekly 787-8
Bogota – Barcelona 1 weekly 787-8
Bogota – Madrid 1 weekly 787-8

Embora a Avianca tenha anunciado o retorno para estas rotas internacionais em novembro, a segunda onda da pandemia da covid-19 que atinge a grande maioria dos países europeus põe em dúvida se esses voos irão efetivamente acontecer.

Com o anúncio, no último sábado (31 de outubro), de que haverá um novo lockdown na Inglaterra e que os voos internacionais serão todos cancelados, as operações em Heathrow deverão ficar para o mês de dezembro – no melhor dos casos.

Embora não esteja relacionado com a Europa, a Avianca também esperar restabelecer suas operações em Buenos Aires com 1 voo semanal a ser operado por um A330-200.

Situação da Avianca

Conforme comentamos neste artigo, a Avianca passa por uma situação particularmente delicada. A empresa, que já enfrentava problemas financeiros causados em parte pela má gestão dos irmãos Efromovich, foi duramente atingida pela pandemia da covid-19.

Para sobreviver, a empresa teve que recorrer a um pedido de recuperação judicial e apresentar um plano de enxugamento de suas operações. Dentre outras ações, a cia colombiana deverá reduzir em até 30% a sua força de trabalho.

Embora a empresa tenha operado 62 de suas aeronaves no mês de outubro, outras 77 continuavam no solo. As novas rotas internacionais e domésticas a serem introduzidas neste mês deverão colocar mais aeronaves em serviço.

Maxmilhas