Avios: Confira as 7 Melhores emissões do Iberia Plus

33
Promoção Iberia permite comprar Avios com 50% de bônus - Mas já adianto que não compensa

Depois do comparativo entre o Iberia Plus (IP) e o Executive Club da British Airways (BAEC), que indicou as principais diferenças entre os programas que utilizam os Avios como moeda e permitem a troca de pontos entre eles, neste material serão demonstradas as 7 melhores emissões do Iberia Plus.

Desde já, importante mencionar que as emissões mais vantajosas do programa, na maioria dos casos, são as em classe executiva, mas na lista sempre constará opção em econômica, muitas igualmente interessantes. As melhores emissões não estão necessariamente em ordem, e constam primeiro voos da própria Iberia. Além disso, todas opções mencionados estão no cronograma de voo e as disponibilidades foram conferidas no site do Iberia Plus.

Ademais, outras questões levadas em consideração foram: voos com taxas em valores razoáveis; emissões que complementem o BAEC segundo diferenças apontadas; utilização estratégica do IP/BAEC em conjunto com outros programas; e emissões com custo menor que no BAEC para casos equivalentes (a ser lançado artigo com as melhores emissões do programa inglês, também de forma a complementar as emissões do IP).

Lembrando que o programa Esfera do banco Santander transfere para o IP na proporção 1:1, sendo a melhor forma de acesso ao programa (e, por consequência, também ao BAEC, já que possível a comunicação dos pontos). Ainda, é possível o envio de pontos Livelo na conversão 2:1, tanto para o Iberia Plus, quanto para o BAEC, mas, conforme regulamento da Livelo, somente são válidos pontos provenientes de cartão de crédito.

As tabelas do Iberia Plus para consulta podem ser encontradas aqui.

As 7 Melhores Emissões com o Iberia Plus

As 7 Melhores Emissões com o Iberia Plus (Great Circle Mapper)
Emissões Iberia

1. Voo NRT-MAD (6707 milhas), em executiva e na baixa estação, custa 59.500 Avios + $122 (29.750 em econômica). Com o BAEC, voando British Airways (BA), o trecho similar HND-LHR custa 75.000 + $36 (também ótima emissão, pois sem taxa de combustível). Para PVG, outro destino operado pela Iberia na Ásia, a disponibilidade não é boa e costuma ter apenas opção em econômica, pelo alto valor de 38.750 Avios.

2. Trecho GRU-MAD (5192 milhas), em executiva na baixa estação, custa 42.500 Avios + $11 (21.250 em econômica), ou 55.250 Avios + $26 seguindo até LHR. Pelo BAEC, a última opção custa 61.750 Avios + $ 26, ou, se direto GRU-LHR com a BA, 75.000 Avios + $11. Rota GIG-MAD custa o mesmo valor de 42.500 Avios, existindo ainda as interessantes opções MAD-MEX e MAD-LAX (deveriam custar mais, mas são tarifados em 42.500).

3. Voo ORD-MAD (4202 milhas), em executiva e na baixa estação, custa 34.000 Avios + $103 (17.000 em econômica), ou 46.000 + $118 seguindo até LHR. Pela distância, o voo deveria ser mais caro, mas é tarifado por menos. No BAEC, o trecho ORD-LHR custa 50.000 + $729 (taxas altíssimas, como a maioria das emissões BA de longa distância). Outras boas opções entre os países pelo mesmo custo são MAD-SJU e MAD-NYC.

4. Trecho TLV-MAD (2207 milhas), em executiva e na baixa estação, custa 21.250 Avios + $ 80 (11.000 em econômica). Com o BAEC, o trecho TLV-LHR (distância similar), custa 31.250 Avios + $ 243. Trata-se de uma emissão estratégica para trocar de continente e utilização conjunta com outro programa que utiliza tabela por região. Trechos MAD-CMN por 4.500/9.000 e MAD-RAK por 7.500/15.000 tem o mesmo propósito.

Rotas operadas pela Iberia (FlightConnections)
Emissões Oneworld

5. Emissão HKG-HND-HKG (3609 milhas), em primeira classe ida e volta, com a Cathay Pacific, custa 69.000 Avios + $78 (46.000 em executiva e 23.000 em econômica). Com o BAEC, custa 44.000 cada trecho, total 88.000 Avios, sendo que as taxas são similares, pois se tratam de voos operados por parceiras. HKG-PEK-HKG seria outra opção pelo mesmo custo em Avios, apesar da distância consideravelmente menor.

6. Trechos HKG-PER-HKG (7465 milhas), em executiva ida e volta, com a Cathay Pacific, custam 100.000 Avios + $129 (42.000 em econômica). Com o BAEC, custa 61.000 cada trecho, total 122.000 Avios. É uma boa forma de fazer na mesma viagem Ásia e Oceania, e consideravelmente mais barato que HKG-SYD/MEL/BNE ou ainda AKL, todos 150.000 ida e volta em executiva.

7. Emissão LAS-PHX-SJD-PHX-LAS (1954 milhas), em econômica ida e volta, com a American Airlines, por 17.000 Avios + $125, enquanto no BAEC custa 33.000. IP pode ter grande vantagem em voos ida e volta com conexões (IP considera a distância final somando os trechos nas emissões Oneworld, enquanto o BAEC cobra cada segmento). Na América do Sul, uma opção seria POA-LIM-CUZ-LIM-POA com a Latam por 28.000 Avios.

Avios: Iberia Plus vs. BAEC

De modo a complementar o post anterior que indicou as diferenças entre o IP e o BAEC, ao se analisar as melhores emissões do IP (de forma comparativa ao BAEC), possível identificar certas linhas gerais com relação ao melhor uso de cada programa, que, apesar de não serem regras absolutas, podem dar um bom norte na melhor utilização dos Avios:

IP: a) Bilhetes Oneworld ida e volta com trechos longos e/ou conexões; b) Voos em executiva com mais de 2000 milhas voando Iberia (inclusive com trecho até LHR); c) Emissões com até 2.000 milhas voando BA em econômica/executiva, pois o BAEC não está tarifando conforme tabela (LHR-MXP deveria ser 4.000 Avios, por exemplo, mas no site é 8.500; IP cobra corretamente); e d) Possível cabine mista e cobrança proporcional.

BAEC: a) Bilhetes Oneworld one-way; b) Emissões JAL e Qatar Airways no site, o que não ocorre no IP; c) Voos acima de 2.000 milhas em econômica com a BA (valor das taxas pode compensar o uso do IP voando Iberia); e d) Trechos curtos/média distância com a Iberia, pois a quantidade de milhas cobradas no BAEC é igual ao IP, mas as taxas muitas vezes menores (MAD-ATH em executiva, por exemplo, $36 de taxas no IP e $23 no BAEC).

Após o próximo post, e análise das melhores emissões do BAEC, será possível identificar ainda mais facilmente e com exemplos que além de cada programa ter suas melhores oportunidades, ambos se complementam e devem sempre ser utilizados de forma conjunta.

Algumas Palavras

Portanto, estas são as emissões que considero as melhores do IP, e fazem ótimo uso do programa e de suas características. Algumas são específicas, mas considerando que o IP é um dos poucos programas que utiliza tabela por distância, importante não só identificar as melhores emissões considerando distância e custo, como as que permitem um bom uso estratégico, complementando não só o BAEC como outros programas.

Em razão da comunicabilidade dos pontos, e para identificação precisa de quando deve ser utilizado o IP ou o BAEC, e assim se ter o melhor aproveitamento dos Avios, importante ainda entender quais são as emissões mais vantajosas de ambos os programa. Dessa forma, as melhores emissões do BAEC, e complementando peculiaridades e desvantagens do IP (como emissões Oneworld somente ida e volta, por exemplo), serão tema do próximo post.

Por fim, espero que tenham gostado das sugestões de emissões, que foram analisadas e pensadas para otimizarmos da melhor forma possível o uso dos Avios, e sempre com o objetivo de viajar mais e melhor. Concordam com o conjunto das melhores emissões, ou consideram ainda existir outros voos ou tipos de emissões que deveriam estar na lista?

Para Saber Mais

Clicando aqui você pode ler as principais diferenças entre o Iberia Plus e o Executive Club da British Airways (BAEC).

Neste link você acessa a página que mostra as principais características do Iberia Plus.

Ademais, você consegue visualizar toda a disponibilidade award de voos British Airways de uma só vez com o Seatspy, clique aqui para saber mais.