Bagagem prioritária: funciona?

78

Um dos benefícios de se ter status em programas de milhas ou de viajar em cabines premium é a bagagem prioritária. Isso significa que, supostamente, a sua bagagem vai ser uma das primeiras a ser colocada na esteira quando o avião chegar no destino.

Isso faz todo o sentido, porque esses passageiros ocupam os melhores lugares da aeronave – geralmente na frente do avião, ou nas primeiras fileiras da econômica. Logo, é de se esperar que eles passem primeiro pela imigração/alfândega quando viajam para/do exterior porque saem da aeronave antes dos outros passageiros.

Quando eu viajo para o exterior, a minha mala é sempre uma das primeiras a sair na esteira. Já teve vezes de eu passar pela imigração/alfândega e os funcionários do aeroporto já tiraram a mala da esteira (junto com as outras bagagens prioritárias). Isso vale para os EUA, Europa, Ásia, Oceania. Aqui na América do Sul, eu só levo bagagem de mão, mesmo.

Mas aqui no Brasil geralmente não funciona. Eu conto nos dedos da mão as vezes em que tive a bagagem entregue prioritariamente – geralmente com a American Airlines.

Nesta última viagem, eu voltei com a LATAM de Milão em um voo que estava vazio. Éramos 8 passageiros na executiva (são 30 assentos no B767) e, na econômica, tinha muita gente dormindo nos três assentos centrais.

A minha bagagem foi a última a sair da esteira em São Paulo, juntamente com as demais bagagens prioritárias.

Quando fui fazer o redespacho, ainda tive que ouvir da atendente me dizer que eu estava chegando tarde demais e o voo estava quase fechado. Juro.

Quando cheguei no Galeão, fui brindada de novo: a última mala a chegar na esteira. E, dessa vez, prestei atenção a um detalhe: eu era a única passageira do voo com babagem prioritária!

Então, eu gostaria de entender a logística das bagagens prioritárias aqui no Brasil.

Eu sei que a LATAM acabou com bagagem prioritária aqui no Brasil, mas no voo internacional, ela deveria ser … prioritária, não?

A GOL ainda mantém as prioridades nas bagagens, mas não sei quanto à Avianca e a Azul.

Gostaria de ouvir a experiência de vocês sobre essa questão das bagagens prioritárias. É só pra gastar papel e criar a ilusão que você é um cliente especial (pelo menos na LATAM), ou com as demais companhias isso funciona bem? E nas companhias aéreas internacionais? Algum elogio ou reclamação?