Banco Inter irá cancelar o cartão Mastercard Black de quem retirar os investimentos do banco?

12
Banco Inter irá cancelar o cartão Mastercard Black de quem retirar os investimentos do banco?

O cartão de crédito Mastercard Black do Banco Inter é o cartão top tier oferecido pelo banco aos seus clientes de alta renda. O cartão é liberado para quem possui investimento mínimo de R$ 250 mil com o banco. A discussão que trago hoje é se o Banco Inter irá cancelar o cartão Mastercard Black de quem retirar os investimentos do banco?

Para quem não conhece, o Banco Inter é sediado em Belo Horizonte e caracteriza-se por ser um dos primeiros bancos digitais do Brasil e pela não cobrança de taxas sobre muitos dos serviços associados à manutenção da conta corrente e do cartão de crédito.

O Banco Inter não cobra anuidade em nenhum dos seus cartões de crédito e não há requerimento de renda mínima para a aprovação de nenhum deles, porém é preciso ser cliente do banco e ter um investimento mínimo de R$ 250 mil para ter acesso ao cartão Mastercard Black.

Apesar do cartão não oferecer um programa de pontos, ele oferece cashback de 1% sobre o valor gasto na fatura. Além disso, o principal atrativo desse cartão é o acesso ilimitado e gratuito às salas VIP do programa Lounge Key, para o titular do cartão e seus adicionais.

Desde o seu lançamento, vimos vários relatos de pessoas que retiraram os investimentos do banco após a aprovação do cartão (eu me incluo nessa lista) e continuaram com o cartão ativo, sem pagamento de anuidade e com os acessos gratuitos às salas vip.

Porém, recentemente começamos a sentir uma movimentação do Banco Inter no sentido contrário. Primeiro, começaram a aparecer relatos de pessoas que haviam retirado os investimentos do banco e tiveram o cartão cancelado sem aviso prévio, recebendo um cartão Gold em substituição. Em seguida, veio a Inter Week.

Inter Week

A Inter Week foi um evento ocorrido entre os dias 05 e 09 de outubro, no qual foi promovida uma competição de investimentos e uma série de conteúdos educacionais relacionados ao mercado financeiro.

No que diz respeito aos cartões de crédito, ao atingir determinada quantidade de pontos estabelecida pela campanha, os portadores dos cartões Gold e Platinum teriam direito ao upgrade do cartão de crédito para a variante imediatamente superior, Platinum e Black, respectivamente, e a nova variante seria válida pelo período de 1 ano.

Nessa campanha, houve uma enorme flexibilização à regra dos R$ 250 mil investidos para a emissão do cartão Black, porém o upgrade era apenas para a variante imediatamente superior, portanto o cliente teria necessariamente que ser portador do cartão Platinum para ser elegível ao Black, após cumprir a meta estabelecida pela campanha.

Certo é que quem se dispôs a investir no upgrade, conseguiu o cartão Black com um investimento incrivelmente menor. Há relatos de quem conseguiu o cartão Black com investimentos de aproximadamente R$ 3 mil, apesar de ter realizado investimentos dos mais variados tipos, conforme se vê da tabela abaixo, alguns não muito vantajosos, entretanto.

Esse movimento do Banco Inter nos mostrou duas coisas, em primeiro lugar uma enorme flexibilização para a aquisição do seu cartão top tier. Por outro lado, sinaliza para um relacionamento mais ativo entre o cliente e o banco, onde muito provavelmente, os clientes terão que cumprir os requisitos em novas campanhas de investimentos anualmente para manterem o cartão Black em suas carteiras.

O e-mail

Por último, essa semana eu recebi um e-mail com os seguintes dizeres:

“Olá. Sua próxima etapa está próxima: termine o ano se tornando um cliente Inter Black… Upgrade do seu cartão para Mastercard Black. Um cartão sem anuidade, com cashback direto na conta. Além disso o cartão Black dá acesso à sala VIP em diversos aeroportos, Concierge Mastercard Black, seguro viagem, compra protegida e mais… Quero ser Inter Black.”

Qual a conclusão podemos tirar disso?

A mensagem para mim foi bem clara: “Reinvista o valor mínimo exigido para o ‘segmento’ ou perderá o seu cartão”.

Algumas Palavras

O Cartão Mastercard Black do Banco Inter tem como principais atrativos o fato de não cobrar anuidade e oferecer acesso ilimitado e gratuito às salas VIP do Lounge Key para o titular do cartão e seus adicionais.

Ver essa movimentação do Banco Inter, em um primeiro momento causa espanto, porém não podemos deixar de olhar para tudo isso com uma sensação de “justiça”.

Aos que me conhecem há mais tempo, sabem que eu sempre prego pela reciprocidade, muitas vezes faço alusão à tesoura como forma de reciprocidade às maldades dos bancos e dessa vez vejo o Inter fazendo exatamente isso, exercendo a reciprocidade com quem obteve esse ótimo cartão e retirou os investimentos do banco. Esses clientes realmente não fazem sentido para o banco.

A manutenção de um cartão Black ativo gera custos para o banco, sendo essa a variante mais cara da bandeira Mastercard, por todos os seguros e benefícios oferecidos por ela, além do fato do banco não cobrar anuidade pelo cartão e das visitas aos lounges do Lounge Key, que são cobradas em dólar pelo Collinson Group e oneram sobremaneira o banco. Se eles não obtiverem retorno financeiro por meio da administração dos investimentos do cliente, a conta não fecha, realmente.

Portanto, vejo com simpatia a postura do Banco Inter em enviar um e-mail lembrando o cliente que retirou os investimentos, que os refaça, sob pena de sofrer o downgrade do cartão no próximo ano. Esse aviso prévio é digno de palmas. Parabéns ao Banco Inter! Tem a minha aprovação e reconhecimento pela conduta exemplar.

Confira a nossa análise do cartão de crédito Banco Inter Mastercard Black clicando aqui.

Agradecemos ao Felippe pelas informações detalhadas sobre a campanha Inter Week.