Os benefícios das últimas mudanças do TAP Miles&Go

20
Bumerangue TAP Miles&Go e Livelo oferecem até 133% de bônus total na transferência de pontos

O TAP Miles&Go anunciou duas mudanças na última semana que deixaram a comunidade de caçadores de pontos em polvorosa. Mas também não é para menos, pois foram duas mudanças positivas que tornam o programa da cia portuguesa ainda mais atrativo para os clientes brasileiros.

Mas antes de explorar as vantagens das mudanças, vamos conferir quais foram as mudanças!

Emissão de Bilhetes One-Way

Embora fosse possível fazê-lo em voos TAP, quando as reservas eram para voar com as empresas parceiras ou da Star Alliance os clientes tinham que obrigatoriamente emitir bilhetes de ida e volta.

No entanto, a partir do dia 15 de setembro a empresa passou a permitir a emissão de bilhetes one-way (só de ida) com todas as empresas parceiras e da Star Alliance. Além disso, quem for assinante do club TAP Miles&Go e fizer uma emissão one-way até o dia 13 de outubro recebe um bônus de 10.000 milhas.

Clique aqui para saber mais sobre a promoção.

Taxa de Emissão Cobradas em Reais

Ao se emitir bilhetes com a TAP, seja pelo site ou pela central de atendimento, os clientes incorrem na cobrança de uma taxa de emissão. Esta taxa sempre foi cobrada em euros, mas a partir de agora os clientes podem solicitar que o pagamento seja feito em reais.

Os valores cobrados, por pessoa, são os seguintes:

Emissões Online

Voos TAP intercontinentais: €25
Voos TAP domésticos: €25
Voos TAP intra-europeus e norte da África: €17

Emissões via Central de Atendimento

Voos TAP intercontinentais: €40
Voos TAP domésticos: €10
Voos TAP intra-europeus e norte da África: €25

Já os resgates com as empresas parceiras do programa, incluindo Star Alliance, têm taxas de €40. A grande vantagem desta mudança é que os clientes ficam livre da cobrança de IOF no cartão de crédito.

Os Benefícios das Mudanças do TAP Miles&Go

Eu acredito que estas mudanças visam tornar o TAP Miles&Go mais atrativo para os clientes do Brasil, que provavelmente é o maior mercado do programa. Permitir o pagamento das taxas diretamente em reais barateia as emissões em 6.38%, que é o valor do IOF.

Já a possibilidade de emissões one-way é uma melhoria tremenda no programa, pois muitos clientes que fazem viagens internacionais não retornam do mesmo aeroporto onde chegaram. Além disso, essa mudança facilita combinar os trechos com bilhetes emitidos por outras empresas aéreas.

Estas mudanças devem ter impacto até mesmo na Smiles, TudoAzul e Latam Pass que costumam inflacionar de sobremaneira os bilhetes saindo do Brasil. Com a alteração, agora é possível emitir um trecho saindo do Brasil com o Miles&Go e depois, se possível, o retorno com a Smiles, por exemplo, numa tarifa mais baixa.

Em muitos casos o Miles&Go passa a competir de igual para igual com o LifeMiles da Avianca, com a vantagem de que o custo dos pontos gerados através de transferências bonificadas é bem mais baixo que o custo de um ponto gerado no LifeMiles.

Algumas Palavras

Como eu disse no início deste artigo, eu vejo as mudanças do Miles&Go como um reposicionamento do programa no mercado brasileiro a fim de torná-lo mais atrativo e ser ainda mais competitivo em relação ao TudoAzul, Smiles e Latam Pass.

O único risco é termos uma desvalorização da tabela fixa de emissão do passagens do Miles&Go.

Para Saber Mais

Neste link você obtém maiores informações sobre o TAP Miles&Go