Agora é oficial – Devido à covid-19 brasileiros terão acesso restrito à União Europeia a partir de 1 de julho

6
Agora é oficial - Passageiros oriundos do Brasil terão entrada restrita na União Europeia devido à covid-19

Baseado nos rumores dos últimos dias já era dado como certo que os brasileiros não poderiam entrar na União Europeia a partir de 1° de julho de 2020 devido ao descontrole da covid-19 por aqui. No entanto, agora é oficial.

Bruxelas publicou hoje a lista final de países, cujos cidadãos e residentes permanentes, terão acesso restrito ao espaço europeu. Porém, é interessante notar que o Brasil não está sozinho na lista que também inclui Estados Unidos, Qatar e Rússia.

Países em vermelho têm acesso restrito à UE (Créditos: Euronews)

Nesse primeiro momento a UE concedeu acesso irrestrito ao seu território aos cidadão de apenas 15 países. São eles: Algéria, Austrália, Canadá, Georgia, Japão, Montenegro, Marrocos, Nova Zelândia, Ruanda, Sérbia, Coreia do Sul, Tailândia, Tunísia, Uruguai e China (baseado no princípio da reciprocidade).

Ainda segundo o comunicado, a União Europeia revisará as listas de países a cada duas semanas e, à medida que a situação melhorar (ou piorar), países podem mudar de uma lista para outra.

Exceções

Obviamente, há exceções para as restrições. Por exemplo, um brasileiro que vive na Europa e está retornando de uma viagem de férias poderá entrar no espaço europeu. Precisará apenas provar que está retornando para casa e que não está infectado, claro.

Da mesma forma, um brasileiro que vive na Nova Zelândia poderá entrar na Europa. Basta provar o país de residência.

Palavra Final de Cada País

É importante salientar que o União Europeia não tem poderes para exigir que os países sigam à risca o que está definido na lista. Ou seja, a lista da UE é apenas uma recomendação e cabe a cada país seguí-la ou não.

Portanto, os que têm viagem marcada para a Europa devem falar com a sua empresa aérea e procurar obter informações sobre o país de destino.

Portugal e TAP

O governo português já deixou claro que irá seguir as recomendações da União Europeia. No entanto, informações iniciais dão conta de que a TAP continuará com o seu plano de voos para o Brasil e os passageiros deverão apresentar teste de covid-19 recentes antes do embarque.

Algumas Palavras

Como eu disse no início, já era certo que os brasileiros estariam na “lista dos barrados” da União Europeia devido ao descontrole da covid-19 por aqui. Resta saber agora por quanto tempo essa situação irá perdurar.

Para Saber Mais

Leia mais sobre o assunto aqui (inglês) e aqui.