Cade pode barrar a fusão da Localiza e Unidas

0
Smiles e Localiza oferecem até 21 milhas por real gasto no aluguel de carros

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) provavelmente irá barrar a proposta de fusão entre a Localiza e Unidas.

Conforme anunciamos aqui em setembro do ano passado, as duas empresas anunciaram que iriam realizar uma fusão e criar uma nova empresa com valor de mercado de R$50 bilhões. No entanto, o Cade provavelmente bloqueará a proposta em meio a preocupações com concorrência desleal no mercado de locação de veículos.

Poucos minutos após a divulgação da notícia, as ações de ambas as empresas despencaram no mercado à vista, chegando a cair aproximadamente 10%, mas logo em seguida amenizaram a extrema queda no dia.

A negativa do Cade para a proposta, em seu formato atual, é de que a fusão criaria uma empresa com 65% de participação no mercado de locação de veículos, o que poderia gerar um certo monopólio e sufocar as outras empresas do setor. Sendo que a única maneira de garantir o apoio do Cade para a aprovação da proposta, seria a adoção de medidas restritivas, como a venda de ativos e restrições comportamentais.

Mesmo sendo notificada da fusão das empresas meses atrás, a proposta foi apresentada ao Cade formalmente no início deste mês. Agora, o Cade tem 240 dias para julgar o caso.

Levando-se em consideração que a proposta nem foi para o Conselho, a Credit Suisse informou aos seus clientes em uma breve nota, que ainda é muito cedo para dizer se a fusão será ou não barrada.

Após a divulgação no ano passado sobre a fusão, no terceiro trimestre de 2020, ambas as empresas apresentaram crescimento em suas receitas líquidas, onde a Localiza e Unidas cresceram 18,9% e 39,6%, respectivamente. Além disso, o crescimento dos seus lucros líquidos foi de 59% para a Localiza e de 42,8% para a Unidas.

Para Saber Mais

Neste link você acessa a página da Localiza e aqui da Unidas.