Como a pandemia afetou minhas viagens

67
Máscara Pandemia
Máscara Pandemia

A pandemia do coronavírus é, certamente, o evento coletivo mais grave que já experimentei. O 11 de setembro é fichinha perto do que está acontecendo agora. O mundo está semi-paralisado, contando, basicamente, com os esforços dos heróis da saúde – médicos, enfermeiros, técnicos, etc, do abastecimento – caminhoneiros, caixas de supermercados e farmácias, e de prestação de serviços – lixeiros, policiais, atendentes de farmácia etc. A essas pessoas devemos nossa gratidão por tornarem a nossa vida menos trágica nesse momento.

O COVID-19 virou a minha vida de cabeça para baixo. Estou em isolamento social há duas semanas e preocupadíssima com os membros da minha família que estão, na maioria, no grupo de risco. Estou tendo que adaptar toda a matéria presencial para o sistema online para que os alunos não percam o semestre. Fora toda a tensão social do momento …

Além disso, o coronavírus afetou diretamente a minha agenda de viagens, que previa algumas novidades em termos de avaliação aqui no blog.

A Pandemia e as Viagens Marcadas

Eu tinha feito uma ginástica para ir ao Freddie Awards desse ano, que seria em New Orleans, no dia 30 de abril. De lá, passaria um dia em Miami com um casal de amigos e voltaria no dia 1o de maio para o Rio, levando as compras para a chegada de um novo membro na minha família. Seria quase que um bate e volta: 3 noites fora.

Eu emiti um Rio de Janeiro – Santiago para experimentar a premium economy da LATAM para a América do Sul. De lá iria para Atlanta com a Delta, no B767-400 com o novo assento da executiva, semelhante ao Delta One. A volta seria numa aeronave retrofitada da LATAM.

Ou seja, seriam 3 avaliações inéditas aqui no blog, e ainda teria, pelo menos, dois lounges: o da Delta em Santiago (eu tinha a esperança que o lounge da Skyteam estaria pronto), e o da LATAM em Miami.

Mas tudo foi cancelado: a cerimônia de apresentação dos Freddie Awards, assim como os voos da LATAM. Só falta o da Delta que ainda está ativo, mas creio que, nas próximas semanas, ele será cancelado.

Todos os trechos foram emitidos com milhas LATAM Pass e Smiles.

Eu ainda tenho uma viagem para a Ásia no início de julho, emitido com o TAP Miles&GO. Entretanto, tenho minhas desconfianças de que até lá ainda não será possível viajar. Em primeiro lugar, a própria pandemia pode ainda não ter desenvolvido todo o seu potencial destrutivo ou, ao contrário, ter sido trágico, como na Lombardia. Não há clima para passeio no Lago di Garda nos próximos meses …

Além disso, ainda temo que, a ser mantido o posicionamento atual do presidente, alguns países possam adotar medidas sanitárias contra voos com origem no Brasil. Isso pode impedir que nós, brasileiros, possamos ter livre circulação pelo mundo.

Agora, me contem sobre vocês: tiveram que cancelar viagens? Vocês estão planejando viajar quando? Segundo semestre? Ano que vem?

Contem pra gente como a pandemia tem afetado vocês.

Ah, e fiquem em casa!

OBS: Esqueci que cancelei minha viagem para Salvador em março para comemorar meu aniversário. Decidi ficar com o crédito na GOL e a Accor cancelou a reserva não-reembolsável sem problemas. Estou aguardando o dinheiro na próxima fatura do cartão.