Como planejar uma viagem de volta ao mundo

13
Como planejar uma viagem de volta ao mundo

Todo sonho tem um preço, não é mesmo? Planejar uma viagem de volta mundo certamente também tem o seu e aqui estamos falando do tempo e disciplina necessários para o planejamento da viagem.

Dando continuidade a nossa série de posts sobre viagens de volta ao mundo, o Dymitri que também tem um blog, o Viaje pra Valer, e gentilmente está escrevendo essa série para nós, compartilha algumas dicas de como planejar uma viagem de volta ao mundo.

Alías, aqui você pode ler nossas explicações do que é uma viagem de volta ao mundo para ter um melhor entendimento do falamos neste post.

Como planejar uma viagem de volta ao mundo – As possíveis rotas

Planejar uma viagem de volta ao mundo envolve, sobretudo, saber como é possível se deslocar por via aérea entre as cidades desejadas. Além disso, quais empresas aéreas operam os voos em questão, em quais dias existem voos entre duas cidades, dentre outros fatores.

Isto é muito importante especialmente para aqueles que pretendem realizar a maioria ou totalidade dos voos emitindo as passagens com milhas, e por que? A resposta é simples: se você tem a sua disposição milhas de um ou mais programas de fidelidade específicos, de nada adiantará encontrar voos de cias aéreas que não são parceiras desses programas de fidelidade!

Portanto, conhecer e filtrar previamente as rotas aéreas é vital para o sucesso do planejamento não só de uma viagem de volta ao mundo, mas de qualquer viagem na verdade. Mas, como podemos fazer isso de uma forma simples e direta? A resposta é a dica de ouro de hoje: usem o site Flight Connections.

O Flight Connections

Me lembro que quando eu comecei a montar a minha primeira viagem de volta ao mundo, a minha maior dificuldade foi exatamente solucionar o verdadeiro quebra cabeças de interligar as rotas aéreas possíveis. Todavia, por sorte acabei encontrando este site incrível que é o Flight Connections (disponível em inglês, espanhol e holandês).

Apesar de existir uma versão paga dele, adianto que não é necessário pagar para visualizar as rotas, conforme mostrarei em seguida. O pagamento serve basicamente para retirar os anúncios do site e possibilitar alguns filtros adicionais, mas confesso que sempre usei a versão gratuita e nunca senti necessidade de realizar a migração para a versão paga. Logo, sigo utilizando a versão gratuita. Caso alguém se incomode com os anúncios ou queira/precise dos filtros extras, o custo é de 1,99 Euros por mês para Pessoa Física.

Exemplo de como usar o Flight Connections

Exemplo 1 – Voos partindo de um determinado aeroporto

Para saber todos os voos que saem do Aeroporto de Guarulhos, com qualquer cia aérea, basta preencher o código do aeroporto de origem no campo “From”, no caso GRU, e apertar a tecla Enter.

Caso não saiba o código IATA do aeroporto, você pode também começar a digitar o nome da cidade (não é necessário colocar acentos) e o próprio site vai exibir as opções de seleção. Você também pode pesquisar no Google o código IATA do aeroporto. No canto superior direito da tela, existe um botão vermelho com o comando Reset, para limpar a tela e reiniciar o processo. Vemos que no mapa são exibidas todas as rotas aéreas que saem de GRU.

Como planejar uma viagem de volta ao mundo
Voos partindo de São Paulo (GRU)

Quando você passar a seta do mouse por cima de todos os círculos no mapa, você verá que cada círculo representa um aeroporto em específico. Por exemplo, vamos clicar no círculo que representa o Aeroporto de Montreal (YUL).

Veja que, na figura acima, o poder da informação disponibilizada:

  • É dito que a rota de Guarulhos para Montreal (GRU – YUL) somente opera de Dezembro a Março (trata-se, portanto, de um voo sazonal)
  • Que a única cia aérea que opera o voo é a Air Canada e que o voo (de Dezembro a Março) somente opera às segundas, quintas e sábados.

Fantástico, não acham?! Com um procedimento super simples, obtive acesso a todas as informações necessárias para planejar a rota desejada, no caso GRU-YUL! Este foi exatamente o 1º voo da minha 1ª viagem de volta ao mundo, mas sobre isso eu vou comentar posteriormente.

Exemplo 2 – Voos chegando a um determinado aeroporto

Suponha que uma vez chegando a Montreal, eu tenha liberdade de fazer qualquer roteiro nas vizinhanças mas queira ao final chegar a Vancouver (YVR). Desta forma, eu não preciso me preocupar em procurar diretamente pela rota de Montreal para Vancouver (YUL-YVR).

O que farei então é descobrir que voos chegam a Vancouver, vindos de quaisquer cidades do mundo. Para isso, basta preencher YVR como aeroporto de destino, no campo “To”, e pressionar a tecla Enter. O mapa irá exibir então todas as rotas aéreas que tem como destino Vancouver.

Como planejar uma viagem de volta ao mundo
Voos chegando a Toronto (YVR)

Logo, ao analisarmos o mapa vemos que, por exemplo, há 3 cias aéreas que oferecem voos diretos entre Ottawa (YOW) e Vancouver. Visto que Ottawa (Capital do Canadá) fica a aproximadamente 198 Km de Montreal, é perfeitamente factível ir de Montreal a Ottawa de carro ou trem, e depois voar de Ottawa até Vancouver.

Portanto, se você quiser visitar Ottawa e depois seguir para Vancouver, não precisará voltar a Montreal, que também tem voos diretos para Vancouver. Essa opção de voo entre Ottawa e Vancouver também se mostra muito útil caso você não encontre disponibilidade no voo YUL-YVR, mas encontre disponibilidade no voo YOW-YVR.

Opções de voos entre Otawa e Toronto

Desta forma, a dica de ouro aqui é: não fique preso a apenas uma cidade! Tenha flexibilidade e procure voos nas cidades próximas, pois você pode encontrar a disponibilidade que faltava para conseguir chegar ao destino seguinte!

Exemplo 3 – Usando os filtros

Imaginemos que você seguiu a sua viagem de volta ao mundo e agora se encontre em Tóquio, que possui 2 aeroportos: Haneda (código IATA: HND) e Narita (código IATA: NRT).

Por algum motivo em particular (modelo de aeronave específico, novo modelo de assentos na classe executiva, dentre tantos outros) você quer obrigatoriamente sair de Narita e voar com a Japan Airlines, mas você não se importa com a cidade de destino. Desta forma, você pode preencher o campo “From” com NRT, e no filtro de cias aéreas (“Airlines“) você busca e seleciona a Japan Airlines. O resultado será o mapa exibido abaixo.

Como planejar uma viagem de volta ao mundo
Voos partindo de NRT com a Japan Airlines

Seguindo viagem, imagine que você está agora em Singapura (SIN) e queira ir única e exclusivamente para o principal aeroporto de Bangkok (Suvarnabhumi Airport), cujo código IATA é BKK. Desta forma, agora você irá preencher tanto o campo “From” com SIN quanto o campo “To” com BKK, de modo que serão exibidas as opções de voo abaixo.

Opções de voos entre SIN e BKK

Como planejar uma viagem de volta ao mundo – As alianças aéreas

Para finalizar, eu vou mostrar uma das melhores funcionalidades do site, que é o filtro por Alianças Aéreas. Se você não sabe o que é uma Aliança Aérea, abro um parênteses aqui para te explicar, de forma resumida, nos dois parágrafos a seguir.

O que são alianças aéreas

Alianças Aéreas, como o próprio nome sugere, é a união de várias cias aéreas com interesses em comum, de modo a permitir, por exemplo, a ampliação da gama de destinos, assentos e horários possíveis para os clientes de cada umas das empresas de determinada Aliança Aérea.

Isto é possível porque são disponibilizados para os clientes de cada uma das cias aéreas todos os voos das cias aéreas parceiras, em acordos conhecidos como Code Share. Por exemplo, um cliente da TAP não pode sair de Lisboa para Tóquio utilizando somente voos da TAP, pois a empresa não voa para o Japão a partir de nenhuma cidade do mundo.

Porém, como a TAP pertence a uma aliança aérea chamada Star Alliance, seus clientes podem, por exemplo, voar de Lisboa (LIS) para o aeroporto Domodedovo (DME) em Moscou, e de lá voarem até o aeroporto de Haneda, em Tóquio, com a cia aérea ANA (All Nippon Airways), que também pertence à Star Alliance.

Além de compartilharem voos, as cias aéreas integrantes de uma aliança aérea tem parcerias também entre os seus programas de fidelidade, o que é excelente! Por que?

Porque com esse tipo de parceria, um cliente do programa de fidelidade da TAP (chamado de Miles & Go) pode acumular milhas aéreas voando em qualquer cia aérea da Star Alliance, bem como pode resgatar passagens aéreas nas cias aéreas parceiras utilizando as milhas acumuladas no Miles & Go.

Hoje existem 3 alianças aéreas Globais: Star Alliance, One World e Sky Team e infelizmente não temos nenhuma empresa aérea brasileira nestas alianças.

O Flight Connections e as alianças aéreas

De volta ao exemplo anterior, dos voos disponíveis entre SIN e BKK, vemos que há 5 possibilidades. Porém, suponha que você tem milhas apenas no programa de fidelidade de alguma cia aérea da Star Alliance, por exemplo no Miles & Go da TAP, e queira utilizar essas milhas para resgatar essa passagem entre SIN e BKK.

Será que isso é possível? Basta que na busca você selecione “Star Alliance” no filtro “Alliances“. O resultado será o exibido na figura abaixo.

Voos Star Alliance entre SIN e BKK

Como exibido na figura acima, restaram apenas duas opções de cias aéreas, ambas da Star Alliance e excelentes por sinal: Singapore Airlines e Thai Airways.

Logo, o que irá ditar prioritariamente a cia aérea a ser escolhida será a disponibilidade de assentos. Se ambas as cias aéreas tiverem assentos disponíveis, e supondo que os preços de passagens pagantes ou de passagens emitidas com milhas sejam semelhantes, então os critérios de escolha passarão a ser estritamente pessoais, tais como: preferência por determinado modelo de aeronave, serviço de bordo, dentre outros.

Algumas Palavras

O que acharam do post? Em breve o Dymitri compartilhará conosco a parte 3.

Para finalizar, eu gostaria de agradecer o Dymitri novamente por gentilmente compartilhar seu conhecimento e experiência conosco.