Companhias Aéreas Estrangeiras Livres para Investir no Brasil

4

Ao que tudo indica, o governo pretende anunciar amanhã, terça-feira (11), o fim do limite ao capital estrangeiro nas companhias aéreas.  O Valor Econômico de hoje publicou que a MP do Turismo vai liberar o limite para o capital estrangeiro nas companhias aéreas de 20% para 100% e serão estabelecidos incentivos para a aviação regional.

A medida provisória também cria o mecanismo do “visto eletrônico” para facilitar a entrada de visitantes estrangeiros ao país. A medida iniciará com turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália.

Essa notícia coincide com outra: a chegada da Norwegian Air na Argentina. A transportadora norueguesa já se estabeleceu oficialmente na capital portenha com a Norwegian Air Argentina S/A em janeiro desse ano e todas as aeronaves terão registro argentino. A sua base será o aeroporto de Buenos Aires/Aeroparque e já solicitou ao governo argentino as seguintes rotas: Londres, Paris, Barcelona, Estocolmo e Copenhagen, que devem ser operadas pelos modernos B787.

Inicialmente, entretanto, o objetivo da empresa é operar rotas domésticas na Argentina com B737.

Se isso realmente acontecer, estaremos entrando em uma nova fase da aviação comercial brasileira. Eu acredito que a abertura do mercado será ótima em termos de preços mas, em compensação, os serviços irão piorar bastante. As companhias aéreas descobriram que os passageiros querem mesmo é pagar menos, sendo a qualidade do serviço  secundária na hora de escolher em qual companhia se quer viajar.  Isso tem sido repetido como um mantra pelos CEOs das empresas norte-americanas e europeias.

Daí a importância de estarmos atentos aos programas de milhagem e seus parceiros: com uma estratégia adequada poderemos viajar gastando menos e utilizando milhas/pontos para viagens em cabine premium.