Cuidado ao utilizar o Uber na Argentina!

11

[Recentemente estive em Buenos Aires e fiquei indignado com o que aconteceu comigo quando utilizei um Uber na cidade.
Buenos Aires não possui muitos motoristas de Uber ainda, o aplicativo foi lançado ali em Abril e ainda está naquela fase de aceitação (principalmente dos taxistas) só que com bem menos violência do que vimos no Brasil. Assim, não existem várias opções de carro como aqui, apenas o padrão UberX.
Solicitei o carro, o motorista veio e realizou a corrida normalmente. A dor de cabeça começou no dia seguinte, quando tentei solicitar outro Uber. Havia uma mensagem informando que minha conta estava bloqueada para novas corridas devido ao não pagamento da corrida do dia anterior. Tentei processar o pagamento de novo e recebi uma mensagem do tipo: “Transação recusada pela operadora”. Achei estranho já que havia acabado de passar o cartão de crédito num restaurante (sem digitar senha, inclusive) e não houve nenhum problema. Tentei processar o pagamento ao longo do dia mais 3 vezes e nada de aceitarem a transação. Cadastrei outros 2 cartões de crédito e recebi uma mensagem de “Cartão inválido” para ambos.
Sem mais o que fazer, enviei uma reclamação para o Uber. Aliás, o Uber não disponibiliza informações de contato no app nem no site deles, você tem que ir na aba Ajuda da sua conta e selecionar o seu problema em na lista de tópicos disponível. Alguns destes tópicos possuem um formulário no fim (que era o meu caso) e, ao preencher este formulário é como se você preenchesse um formulário de contato.
Em seguida, liguei na American Express para saber o porque de bloquearem a conta. Me surpreendi quando o atendente informou que não haviam tentado debitar valor nenhum em nome do Uber. Só me restava o retorno da reclamação.
Resumo da história: O Uber não aceita cartão de crédito na Argentina. É isso mesmo, só aceitam pagamentos com cartões pré-pagos. A solução que me deram foi criar uma conta no Neteller, inserir fundos, gerar um cartão pré-pago (o mínimo deles é U$20) e pagar a conta de ARS 66 (cerca de R$15). Recusei, logicamente, e falei para eles que neste caso deveriam ter informado isto antes de aceitarem as corridas.
No fim, após 4 dias de troca de e-mails desbloquearam a minha conta retirando este saldo devedor (e não cobrando nada do meu cartão de crédito) para que eu pudesse utilizar o Uber novamente.
Então a dica que eu dou é: se você tem viagem para a Argentina e não tem cartão pré-pago, fuja do Uber, pelo menos por agora enquanto ainda não aceitam cartão de crédito como forma de pagamento.

Uber Argentina - Cartão Pré-Pago
E-mail resposta do Uber informando que na Argentina só aceitam cartões pré-pagos como pagamento