Delta terá novo assento na primeira classe doméstica

6
Novo assento da Delta no A321neo
Novo assento da Delta no A321neo

A Delta Airlines, uma das três grandes companhias aéreas americanas, está planejando instalar novos assentos na sua primeira classe doméstica. Com a chegada do A321neo à frota da empresa no final do ano, a Delta decidiu renovar a sua cabine premium para os passageiros que voam nos Estados Unidos.

O novo assento da Delta

O novo assento foi concebido em uma parceria entre a Recaro e a Factory Design, utilizando, dentre outros fatores, o feedback dos passageiros. Têm destaque no design:

    • maior privacidade sem comprometer a largura do assento
    • uma mesa 25% maior
    • aumento dos espaços para a guarda de objetos pessoais
    • tomadas e portas USB de fácil acesso

O sistema de entretenimento também é inovador. Os passageiros terão telas de entretenimento embutidas no assento cuja alimentação será feita via wireless. A ausência de cabos diminiu o peso da aeronave e facilita a instalação e certificação do sistema.

A Delta tem 10 ordens firmes para o A321neo com opção para a aquisição de mais 100 aeronaves.

A nova cabine está na lista de finalistas para o prêmio Crystal Cabin Award a ser anunciado em Hamburgo, Alemanha, no mês de abril.

Algumas Palavras

A Delta é, sem dúvida, a mais inovadora das três grandes companhias aéreas americanas. Geralmente, ela desenvolve uma ideia que é seguida pela American e pela United. Foi assim ao retirar o serviço de bordo gratuito nos voos domésticos (e depois reinseri-lo!), na tabela flutuante de seu programa de milhas e por aí vai.

O novo design parece ser muito bom, apesar de não ser assento-cama – que é importante nos voos transcontinentais. Mas, para voos mais curtos, esse assento será o melhor oferecido em aeronaves de corredor único nos EUA. As abas laterais conferem um pouco de privacidade, há um razoável compartimento para a guarda temporária de objetos pessoais e uma boa tela de entretenimento.

Aliás, a decisão de instalar as telas de entretenimento, que parecem de bom tamanho (de acordo com a foto disponibilizada) é uma ótima resposta à American Airlines. Esta última, na decisão pouco iluminada de seus gestores, decidiu eliminar por completo as telas até mesmo na sua primeira classe doméstica, no péssimo projeto Oasis.

Tomara que a tendência se confirme e a Delta seja, novamente, uma líder em termos de inovação para as suas concorrentes.

Nós aqui não podemos esquecer que a Delta adquiriu 20% da LATAM e que, provavelmente, num futuro próximo, pode ser que esses assentos estejam disponíveis para resgate via LATAM Pass. Agora, como vai ficar a situação do Smiles são outros 500 …

Acesse o site da Delta clicando aqui.