DESTAQUES AÉREOS DA SEMANA #17: Leilão do aeroporto de Congonhas e falência da Airberlin

2

[A grande notícia da semana foi o governo ter declarado que pretende leiloar o aeroporto de Congonhas para a iniciativa privada.
Ainda tivemos a Airberlin declarando falência (a empresa voará por mais três meses e mesmo que você tenha um bilhete reembolsável lá, eles não irão devolver seu dinheiro). Ainda sobre companhias apresentando prejuízo, temos mais duas brasileiras com resultados negativos no segundo trimestre, a Latam e a Azul. Por outro lado, a Avianca Holdings conseguiu reverter a perda do segundo trimestre do ano passado e apresentou lucro no mesmo período deste ano.
Boa notícia também para quem aproveita os voos da Ethiopian, que costumam ser mais em conta. Agora, a companhia deixa de fazer escala em Lomé, no Togo, realizando uma viagem menos cansativa.
[ul type=link]

  • Governo decide leiloar Congonhas em 2018, diz Planejamento, via Exame;
  • Air Berlin declara insolvência, via Terra;
  • Avianca Holdings reverte perda e lucra US$ 10,6 milhões no trimestre, via Valor;
  • Prejuízo da Latam avança no segundo trimestre, via Valor;
  • Lista final de rotas da Norwegian Argentina (Brasil incluído), via Airliners;
  • Azul firma acordo de codeshare com JetBlue, via Terra;
  • Decolar faz pedido de IPO de até US$ 100 milhões nos EUA, via Pequenas Empresas & Grandes Negócios;
  • Ethiopian Airlines anuncia rota sem escalas de São Paulo para Adis Abeba, via BrasilTuris;
  • Ryanair quer limitar consumo de álcool em aeroportos ingleses, via Veja;
  • Azul lança chat em seu aplicativo para smartphone, via Revista Flap;
  • Governo de Pernambuco anuncia voos diretos do Recife para Bogotá, na Colômbia, via G1;
  • Prejuízo da Azul cai 71,7% e atinge R$ 33,9 milhões no 2º trimestre, via IstoÉ.

[/ul]