Direto da Galley – Voar é seguro sim!

16
Direto da Galley - Voar é seguro sim!

Olá senhoras e senhores, é um prazer estar de volta ao Direto da Galley!

Você sabe que a aviação é considerada um dos meios de transporte mais seguros do mundo? Em 27 anos e 3 meses eu tive apenas 1 vôo com problemas técnicos que fez o 747-400 aterrizar com prioridade no Aeroporto do Galeão, agora Tom Jobim, no Rio de Janeiro.

A data não esqueço, 11 de julho de alguns anos atrás, um dia antes do aniversário da minha filha, eu tripulei o vôo de Londres para São Paulo e estava de passageira a bordo para o GIG. Naquela época o voo de São Paulo seguia para o Rio de Janeiro. Alguém se lembra disso?

No cansaço da noite trabalhada exaustivamente, me recostei no assento e dormi o sono dos anjos, desejando muito chegar em casa para abrir a mala cheia de presentes da minha pequena.

Em um momento, sinto um colega me tocar os ombros para me acordar e ouço o anúncio de preparação para aterrizagem em emergência. Olhei para uma janela na tentativa de entender se aquilo não seria mais um treinamento anual de segurança no mockup da empresa, mas ao ver aquele tapete de nuvens em movimento, me dei conta que era real! It’s real! Oh my God!

Foi como uma ducha de água gelada que saltei do assento e acordei de imediato!

Seat belts on! Permaneçam sentados! Obedeço e me sento! Aqueles minutos se eternizaram em meu pensamento, eu sabia que era naquela hora que o chefe de cabine estaria chamando nas galleys e assentos de tripulantes para compartilhar as informações da situação. Tudo o que eu queria era um telefone de bordo para saber o que estava acontecendo!

Outro anúncio foi feito e traduzido para o português. A aterrizagem estava autorizada com prioridade de emergência devido aos sinais de indicação de fogo na carga. Os porões das aeronaves são equipados com sensores e tudo indicava uma situação grave.

Naquele momento em que toda a preparação da aeronave era criteriosamente seguida, eu já havia me apresentado para compor a tripulação pois ainda estava de uniforme e poderia ajudar. Cansada? Eu? Eu não pensava em mais nada a não ser naquelas duas crianças que eu havia atendido durante a noite e estavam voando desacompanhadas. Imaginei minha filha, a mãe deles, me imaginei fora daquele avião com eles dois, um menino e uma menina!

É nessa hora que você pode fazer a diferença! Voltei na classe econômica e acalmei algumas pessoas pedindo que seguissem as indicações que estavam sendo passadas e tudo ficaria bem. Quando você faz um vôo de muitas horas, como os vôos da Europa para o Brasil, acaba criando uma energia de comunicação com as pessoas que é muito incrível !

Enfim, levei as duas crianças para a classe executiva e nos foi autorizado sair antes de todos os passageiros.

Eu lembro quando o avião pousou, de novo aqueles minutos de silêncio que me pareciam uma eternidade, de novo procedimento entre a tripulação sendo executado. Eu de mãos dadas com eles.

E o anúncio tão esperado chegou: os sinais de alerta de fumaça se apagaram indicando segurança para abertura das portas.

Desembarque autorizado por escadas na área remota, é claro! Meu telefone celular toca, já tínhamos virado notícia! Eu e os dois irmãos junto da porta aberta, 2L (2 Esquerda) em um misto de gratidão e contentamento, olhei para o corpo da aeronave e agradeci muito em pensamento. Olhei para aquelas asas imensas e as duas turbinas e também agradeci. Nunca pensei que um 747-400 pudesse tocar o solo e parar tão rapidamente, o comandante foi perfeito!

Iniciamos a descida pelas escadas, a funcionária de solo já aguardando para levar as crianças. Lá no horizonte os bombeiros, ambulâncias, ônibus de desembarque esperavam e eu me senti feliz por ter todo aquele suporte no aeroporto, caso precisasse.

Fui no ônibus com as crianças que não soltavam minha mão. Acompanhei a colega de solo que os levou para a mãe e ali eu recebi o mais generoso de todos os abraços daqueles dois pequenos.

Então senhoras e senhores,

Quando acontece de um vôo atrasar por manutenção, aceite e agradeça pelo trabalho da equipe. Quando o comissário de bordo pede atenção para os procedimentos de emergência, preste atenção e desligue o celular.

Neste anos de aviação internacional,  devo ter feito mais de 1600 vôos ida e volta entre Brasil e Inglaterra, e apenas este dia me marcou para sempre! O comissário é treinado para te salvar, os drinques e as comidas são apenas mimos para ajudar o tempo passar!

Espero que possamos voltar a voar como gostamos e muito em breve, enquanto isso, quem for voar, use máscara!