Economia de dinheiro com milhas em viagens de Natal e Reveillon – Relato

0

[Nem sempre a compra de milhas é vantajosa porém algumas promoções podem trazer uma economia financeira significativa. Foi o que aconteceu comigo em duas promoções do programa Smiles em Setembro/2015.
Um amigo precisava ir no dia 23/12/15 com volta em 22/01/16 de Recife para Europa visitar uma pessoa. O voo mais em conta à venda saía de Salvador para Madrid dia 22/12/15 com retorno 22/01/16 ao preço de R$3600,00 com taxas pela Air Europa.
O Smiles havia lançado uma promoção de compra de milhas onde a cada 2 milhas compradas, ganhava-se 5, dando um valor de R$28,00 cada 1000 milhas. Ao mesmo tempo havia uma promoção de transferência de milhas entre contas onde a cada milha transferida, sua conta acumulava o dobro. A transferência entre contas era de R$50,00 o milheiro, porém como acumulava-se o dobro na conta de origem, era como se 1000 milhas fossem vendidas a R$25,00.
Tínhamos duas contas Smiles, a número 1 e a número 2. Aproveitamos a promoção e compramos 25 mil milhas por R$700,00 na conta número 1. Transferimos estas 25 mil milhas para a conta número 2, por R$1250,00. Ficamos então com 50 mil milhas na conta 1 e 25 mil milhas na conta 2. Posteriormente, compramos mais 25 mil milhas por R$28,00/milheiro para completar o saldo da conta 2. Desta forma, tínhamos duas contas com 50 mil milhas ao preço final de R$2.650,00 (R$26,50 o milheiro).
O passo seguinte foi emitir os bilhetes, encontramos saída de Recife para Paris no dia 23/12/15 por 50 mil milhas pela Air France. Para utilizar a regra do stopover, procuramos separadamente trechos de Paris para Amsterdã nos dias seguintes e havia disponibilidade no dia 30/12/15 por 20 mil milhas.
Ligamos na central 6 vezes até conseguir um atendente que emitisse o bilhete que ficou: REC > PAR (stopover de 7 dias) > AMS, tudo por 50 mil milhas + taxas de embarque. Para a volta, encontramos Barcelona > Recife dia 22/01/15 por 50 mil milhas também. Como tínhamos 100 mil milhas divididas em duas contas, não conseguimos emitir ida e volta em uma só conta, nem utilizar a regra de dois stopovers (leia sobre como emitir bilhetes com stopovers no programa Smiles) pois tivemos que emitir a ida por uma conta e a volta por outra. Ele também não tinha interesse em fazer stopover na América do Sul (no caso da passagem de volta).
Saldo final, R$3.100,00 ida e volta com as taxas inclusas. Lembra do trecho que havíamos encontrado para venda? Esse valor ficou R$500,00 mais em conta. Além disso, temos que considerar que o trecho emitido por milhas possui uma viagem a mais (dia 30/12 para Amsterdã) e sai da cidade que meu amigo mora, Recife. De Air Europa ele ainda teria que comprar ida e volta de Recife para Salvador. Foi uma economia muito grande!
Aproveitando o embalo, no dia 02/01/16 a passagem mais em conta de Amsterdã para Roma era de uma lowcost por R$450,00. Para quem não sabe, as low-costs na Europa cobram até o papel do check-in, além da bagagem de porão, o que faria este preço subir bastante. Compramos mais um pouco de milhas e emitimos dois bilhetes de Amsterdã > Roma por 25 mil pontos (12,5 cada) voando Alitalia (R$350,00 cada bilhete+taxas).
A viagem pela Air France de Recife > Paris (ida e volta sem o trecho de Amsterdã) tinha um custo de R$5.200,00 com taxas e a da Alitalia de Amsterdã > Roma custava R$715,00 o trecho (R$1.430 para os dois).
Como conclusão ainda defendo que o ideal é sempre ganhar milhas ao invés de comprar, porém algumas promoções tornam a emissão vantajosa. Neste caso havia necessidade de emissão de bilhetes na época de passagens mais concorrida do ano, o que gerou uma economia e tanto!
Alguém mais já utilizou-se destes benefícios?