[Guest Tutorial] Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 3

0

Nesta 3a parte do tutorial sobre cartões de crédito e conta corrente nos EUA, o Carlos vai falar sobre a exigência de um número de telefone nos Estados Unidos.

Tanto para contas correntes quanto para cartões de crédito, uma linha americana é necessária para recebimento de mensagens de validações de cadastro, identificação e transações. Também pode ser necessária para receber chamadas de voz da empresa, mas isto ainda não foi necessário para mim.

Existem duas soluções para este problema: obter uma linha em operadoras telefônicas americanas ou um número virtual por aplicativos.

Começando pelo último, há diversos aplicativos disponíveis, a maioria paga, como os mais famosos Skype ou Google Voice. A maior parte dos aplicativos, entretanto, sofre com um problema: os números telefônicos que eles criam são identificados pelas empresas como sendo linhas fixas e, mesmo que o programa aceite receber SMS, as empresas não conseguem enviá-los por esta falha de identificação (https://support.google.com/voice/thread/1592118?msgid=2140877). Isto se aplica em mensagens short code, que são os SMS de 6 ou menos números. 

Há variação deste problema dependendo do aplicativo ou da empresa que estiver enviando a mensagem, então pode ser uma opção que funcione com alguma sorte. Utilizei o programa Hushed (apresentava poucas reclamações de não funcionamento) e ele funcionou normalmente com o Bank of America. Com a American Express, todavia, o programa recebia os SMS, mas não funcionava para enviar a mensagem de volta, que era necessário para confirmar minha linha telefônica.

A outra alternativa são os planos das operadoras de celular. Em quase todos os casos, o custo de uma linha mensal pós-paga é muito alto e não vale a pena. Os planos pré-pagos poderiam ser uma alternativa, mas a validade dos créditos é baixa e o valor mínimo de recarga é alto.

Uma opção que encontrei foi o plano Pay as you go da T-Mobile. Custa U$ 3 por mês e permite pouquíssima coisa mensal, quase tudo precisa colocar um crédito extra, no valor mínimo de U$ 10. Receber SMS no Brasil custa 10 centavos e enviar, 50 centavos. Já voz custa U$ 3,59 por minuto aqui.

Quando passei na loja da T-Mobile, contudo, não consegui fazer este plano de primeira. Tive de fazer um pré-pago, de U$ 40 (o mais barato disponível), e somente após 30 dias, quando o plano venceu, pude mudá-lo para o Pay as you go. Não sei se foi um problema da loja ou se somente pela internet é possível solicitar o chip com este plano.

Esta solução é a que tem melhor funcionado. No Hushed, o recebimento do SMS, às vezes, não é imediato, o que dificulta a autenticação, além da questão com a Amex. O único problema do T-Mobile, no começo, foi atender várias ligações e cada Hello custava três dólares, sendo que desligava em 10 segundos pois eram enganos. Também recebo spams de SMS com regularidade, drenando 10 centavos a cada vez.

Para fazer ligações para os EUA, o bom e velho Skype funciona bem e gratuitamente. Como os números normalmente são 800, a ligação é gratuita. Também fiz uma assinatura mensal quando precisei conversar com o gerente que abriu minha conta, mas isto não foi mais necessário posteriormente.

Para acessar os demais tutoriais dessa série, clique nos links abaixo:

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Introdução

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 1 > contém orientação básica sobre documentação e requisitos

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 2 > trata da exigência de endereço nos EUA[

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 3 > trata da exigência de telefone nos EUA

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 4 > trata da conta corrente 

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 5 > trata dos cartões com caução, o FICO score e estratégias para obter o cartão sem caução

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 6 > fala sobre como aplicar para cartões que não exigem caução

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 7 > dá um panorama das opções de cartões americanos

[Guest Tutorial]: Cartão de crédito e conta corrente nos EUA – Parte 8 > fala exclusivamente sobre o AMEX