Iberia muda regras dos perfis de tarifas

0

O ano virou e as companhias aéreas e programas de milhas estão alterando algumas regras. O Lifemiles mudou suas regras de obtenção de status no dia 1o de janeiro (clique aqui para ler). Agora, é a vez da Iberia mudar as regras das suas tarifas.

A empresa tem três perfis de tarifa em econômica: a básica, a ótima e a flexível. Além disso, ela oferece a premium economy e a business. Cada uma tem regras diferentes para diversos serviços como quantidade de bagagens, uso de wifi, marcação de assentos etc. Algumas dessas regras mudaram em 2019.

Abaixo, as regras antigas e as novas:

Iberia: regras antigas
Iberia Regras 2019

A primeira mudança, que é positiva, é que passageiros voando na business agora podem despachar 3 malas de até 32 kg. O regulamento antigo restringia o número a 2 volumes.

A segunda mudança se refere à escolha antecipada de assentos. Até a virada do ano, passageiros voando na tarifa econômica Ótima podiam escolher seus assentos no momento da compra do bilhete. Agora, essa facilidade só é permitida para quem comprar a tarifa Flexível – que muitas vezes é mais cara do que a business!

A terceira mudança está relacionada com a cobrança de taxas para alteração de bilhetes, para no-show e também no caso de reembolso dos bilhetes. Somente os passageiros na tarifa econômica Flexível estão isentos de qualquer pagamento na alteração de bilhetes.

Mas até mesmo quem paga caríssimo para voar de econômica foi atingido pelas mudanças: antes isentos de qualquer pagamento no caso de reembolso do bilhete, agora esses passageiros pagarão valores que variam entre 150 e 190 euros, dependendo da classe tarifária do bilhete.

Ainda temos duas alterações: passageiro de econômica premium e business class que não comparecer ao embarque (no-show) pagará uma multa que varia de 200 a 300 euros por sentido dependendo da tarifa. Ouch!

Além disso, houve um aumento no valor das multas por alteração dependendo da classe tarifária em que o bilhete foi emitido. O valor mais alto passa para 300 euros.

Quanto ao reembolso, que só era permitido na tarifa econômica Flexível, agora ele é permitido em todas as tarifas, mas com pesadas multas de até 300 euros.

A Iberia se adaptou à questão da perda total do bilhete – era um absurdo e francamente ilegal não ser reembolsado (somente tarifa econômica Flexível tinha essa possibilidade) no caso de cancelamento da passagem.

Os valores cobrados, entretanto, são passíveis de discussão. Com bilhetes custando R$ 2.800,00, a cobrança de 300 euros de multa chega a quase 50% do valor do bilhete. Isso pode ser questionado via judicial. Já vi decisões que limitam a multa ao valor de 20% do bilhete – o que é bem mais razoável. Perder R$ 560,00 já é um baque no bolso do passageiro de econômica …