Esclarecimento – Iti e outras carteiras digitais continuarão a pontuar nos cartões do Itaú

5
Iti e outras carteiras digitais vinculadas a sites e aplicativos de comércio eletrônico continuarão a pontuar nos cartões do Itaú

A assessoria do Itaú Unibanco nos procurou na tarde de ontem para esclarecer sobre as questões levantadas nos meus outros posts que vocês podem conferir aqui e aqui. Ficou então esclarecido que o iti e outras carteiras digitais vinculadas a sites e aplicativos de comércio eletrônico, como Ame Digital, Magalu Pay, Mercado Pago, Rappi, iFood, entre outras, continuarão a pontuar normalmente nos cartões do Itaú.

Apesar de ontem pela manhã eu já ter publicado essa informação, considerando a preocupação deles em entrar em contato conosco para esclarecer os detalhes das mudanças anunciadas, vou repetir aqui o teor do posicionamento oficial do banco, a fim de que essa polêmica não interfira nas decisões dos nossos leitores, que são o fator primordial para todos nós do Pontos e Viagens.

A fim de desestimular o uso indevido de cartões de crédito e evitar riscos ao ecossistema financeiro, os programas de fidelidade vinculados a todos os produtos do Itaú Unibanco deixarão de acumular pontos originados por transações via carteiras de pagamentos que desrespeitem regras estabelecidas pelas bandeiras de cartões e/ou normas das autoridades que regulam esse mercado.

 

A medida terá validade a partir de 27 de novembro de 2020 e será aplicada, neste momento e em função de tais critérios, às carteiras RecargaPay e PicPay. Vale ressaltar que os pagamentos realizados com carteiras digitais como Apple Pay, Google Pay, PayPal, Samsung Pay e carteiras vinculadas a sites e aplicativos de comércio eletrônico, como, por exemplo, Ame Digital, Magalu Pay, Mercado Pago, Rappi e iFood, entre outras, continuarão pontuando normalmente.

 

As compras realizadas por qualquer carteira digital continuarão sendo consideradas nas metas de gastos para a isenção de anuidade dos cartões com essa possibilidade. Atualizações sobre o assunto serão comunicadas previamente aos clientes.

Vale destacar que toda essa polêmica foi gerada a partir da comunicação enviada pelo banco aos clientes por e-mail, informando sobre a mudança no regulamento do seu programa de pontos, que dizia expressamente o seguinte: “Todas as transações feitas com cartão de crédito cadastrados em carteiras de pagamento não acumularão mais pontos no seu programa.”

Algumas Palavras

Sem entrar no mérito da questão, se a primeira comunicação enviada aos clientes por e-mail pelo Itaú Unibanco foi mal feita ou se eles voltaram atrás após a repercussão negativa gerada pelo anúncio, fato é que eles se preocuparam em esclarecer sobre as mudanças que serão implementadas a partir do dia 27 de novembro de 2020.

Nesse momento, portanto, apenas as carteiras digitais PicPay e RecargaPay serão impactadas e não mais pontuarão nos cartões de crédito do Itaú. 

Logo, a informação que reiteramos a vocês nessa manhã de sexta-feira 13, não é de todo ruim, nem de todo boa, a depender de como você enxerga a situação.

Assim, apesar da restrição às carteiras digitais PicPay e RecargaPay, o Iti e outras carteiras digitais vinculadas a sites e aplicativos de comércio eletrônico, continuarão a pontuar normalmente nos cartões do Itaú.