KLM na Europa: é possível voar bem em econômica

15

A KLM sempre foi uma companhia aérea com a qual me simpatizo. Ela foi a primeira empresa a permitir que pessoas com problemas de visão pudessem desfrutar de filmes a bordo em voos de longa distância (clique aqui para ler sobre essa iniciativa pioneira e sensacional).

Apesar de nunca ter voado com a empresa em voos de longa distância, já tive a oportunidade de voar algumas vezes na econômica em voos curtos dentro da Europa. Dessa vez, decidi mostrar aqui no blog como foi a minha experiência com a KLM.

Voando na Econômica da KLM dentro da Europa

O trajeto que fiz foi curtíssimo: de Praga para Amsterdam. É um voo de 1h15mins em um Embraer E-190, super conhecido nosso por ser muito utilizado pela Azul. A cabine é simples e confortável, em configuração 2-2. A classe executiva fica restrita às duas primeiras fileiras da aeronave.

Meu voo partiu de Praga às 8:50 da manhã.

Eu fiquei no assento 15A – não sei por quê não consegui fazer o check-in online de jeito nenhum. Com minha experiência prévia com a British Airways, Iberia e Lufthansa em econômica intra-europeia, eu não estava esperando muita coisa. Talvez um suco ou refrigerante e olhe lá.

Entretanto, para a minha surpresa, a comissária passou com o carrinho oferecendo um lanche!

O Lanche da KLM

Gente, olhem só que lanchinho simpático: um sanduba com uma bebidinha – que podia ser suco, água, refrigerante, café ou chá.

KLM classe econômica PRG - AMS E-190 jan 2020
KLM classe econômica PRG – AMS E-190 jan 2020

O sanduíche era de queijo com maionese e estava super fresco e muito gostoso!

KLM classe econômica PRG - AMS E-190 jan 2020

Mas sabem o que eu achei muito simpático mesmo? As informações na caixinha do sanduba. Olhem só que graça!

Ela conta a história do queijo do sanduíche, que é chamado de Beemster. Vou traduzir os dizeres da caixinha para quem precisa (quem tiver sugestão de melhorias na tradução, coloca nos comentários, tá?).

Vacas felizes, leite melhor

Fazendeiros produtores de queijos Beemster fazem parte de uma cooperativa de pequenas fazendas familiares. Todos os fazendeiros garantem que as suas vacas tenham a melhor vida possível no pasto. Quanto mais felizes as vacas, melhor o leite. E somente o melhor leite é usado na fabricação de queijos Beemster.

Queijo Beemster leva tempo

A tradição na produção de queijos Beemster remonta a 1901 e é passada de geração em geração. Cada cilindro de queijo é feito à mão, utilizando tradicionais técnicas artesanais. O coalho e mexido manualmente, como parte integrante dessa tradição. Definitivamente se leva tempo para fazer o queijo Beemster.

De um lugar especial na terra

O queijo Beemster é feito no pólder mais famoso nos Países Baixos, o pólder Beemster. Esse pólder foi retomado do mar em 1612. Após 400 anos, a grama rica que cresce em Beemster alimenta nossas vacas e produz o melhor leite dos Países Baixos. Esse leite é usado para fazer os queijos Beemster. Em 1999, a UNESCO declarou esse pólder como Patrimônio da Humanidade.

Aí eu procurei informações sobre esse polder e descobri o seguinte:

Beemster é um município dos Países Baixos, na província da Holanda Setentrional. Lá encontra-se o primeiro pólder dos Países Baixos, que foi construído próximo a um lago, que teve a água extraída por meio de moinhos de vento. O pólder de Beemster conserva-se intacto em uma paisagem campestre, mas também com estradas, canais, diques e cidades, estabelecidos de acordo com os princípios de planejamento clássico e renascentista.

Devido a sua relevância histórica e graças a estrutura original da zona ainda intacta, o Beemster foi inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO em 1999, com as seguintes justificativas:

  • i: O pólder de Beemster é uma obra-prima de planejamento criativo, onde os ideais de antiguidade e do Renascimento aplicaram-se ao desenho de uma paisagem.
  • ii: A paisagem inovadora e imaginativa intelectualmente do pólder de Beemster teve um profundo e duradouro impacto sobre os projetos de conquistar terras na Europa e além.
  • iv: A criação do pólder de Beemster marca um grande passo na inter-relação entre a humanidade e a água em um período crucial de expansão social e econômica.
Polder Beemster nos Países Baixos
Polder Beemster nos Países Baixos

Algumas Palavras

A KLM é prova viva de que é possível oferecer um bom serviço de bordo em classe econômica em voos curtos. Mais do que isso: a empresa faz questão de valorizar as tradições de seu país. KLM, você está de parabéns! Espero um dia voar com vocês em longa distância (na executiva, porque eu preciso esticar minhas pernas … rsssss).