Km de Vantagens e Latam Pass oferecem 20% de bônus + 20% de desconto

0
Km de Vantagens e Latam Pass oferecem até 60% de bônus

O Km de Vantagens está novamente com promoção, desta vez oferecendo 20% de pontos extras + 20% de desconto no valor de alguns lotes nas transferências para o Latam Pass até o dia 15.12, conforme pode ser verificado na página da promoção.

Opções de Lotes

Km2

Para quem pretende enviar pontos para o Latam Pass, a melhor opção é a sétima (ou a quarta de baixo para cima), na qual 5.000 km podem ser trocados por 12.000 pontos Latam Pass pelo valor de R$ 261,60, o que representa o milheiro em R$ 21,80, sendo que, voltam ainda como bônus no programa Km de Vantagens, os 5.000 km utilizados.

Uma opção para quem tem poucos Km de Vantagens é a terceira, na qual 250 km podem ser trocados por 6.000 pontos Latam Pass pelo valor de R$ 137,64, o que representa o milheiro em R$ 22,95, e também voltam os Km de Vantagens utilizados.

A quantidade de lotes disponíveis consta na descrição de cada opção conforme imagens.

Conforme regras da promoção, os pontos LATAM Pass serão creditados até 4 horas após a aprovação do pagamento, sendo que o bônus de 20% será creditado em até 30 dias após a realização da transferência. Quanto aos Km de Vantagem de volta, serão disponibilizados até 30 dias após o final da campanha.

Algumas Palavras

A promoção é ainda menos atrativa que a última campanha que noticiamos aqui, na qual era possível obter 1000 pontos Latam Pass por R$ 20,45. O custo atual de R$ 21,80 se mostra, portanto, ainda menos relevante, mas pode vir a ser útil no caso de completar saldo para emissão imediata.

Ademais, já existiram promoções muito melhores para a Latam, como a Bumerangue que ocorre seguidamente, na qual era possível conseguir cada 1000 pontos Latam Pass por R$ 13,30 (para quem comprou pontos Livelo por R$ 35,00 o milheiro). Mas, a mecânica era mais complicada, na medida que era preciso ter ou comprar pontos no Livelo, ser cadastrado no Clube Livelo, e, ainda, no Clube Latam Pass.

Vale reiterar que a Latam está em recuperação judicial, e pontos da empresa sem uso imediato podem representar risco que precisa ser considerado.