Latam deixa para 2021 a volta de vários destinos internacionais – Menos opções no Latam Pass

20
Latam deixa para 2021 a volta de vários destinos internacionais - Menos opções no Latam Pass

De acordo com uma das publicações diárias do Site Routes Online, o Grupo Latam está deixando para 2021 o relançamento de vários destinos internacionais. Obviamente, isso tem um impacto direto nos clientes do Latam Pass que têm interesse em fazer emissões internacionais com a empresa.

Rotas Postergadas para 2021

As rotas internacionais, que atingem os clientes do Brasil, deixadas para 2021 são as seguintes:

Fechado para Reservas até 31 de Dezembro de 2020

Santiago do Chile – Auckland – Sydney
São Paulo – Mendonza

Fechado para Reservas até 27 de Março de 2021

Brasília – Lima
Foz do Iguaçu – Lima
Santiago do Chile – Sydney
São Paulo – Bogotá
São Paulo – Cordoba
São Paulo – Milão
São Paulo – Paris
São Paulo – Punta del Este

Fechado para Reservas até Junho de 2021

São Paulo – Tel Aviv
São Paulo – Barcelona
São Paulo – Johannesburg

Fechado para Reservas até Agosto de 2021

São Paulo – Santa Cruz

Neste link você encontra o relatório completo das rotas suspensas pelo Grupo Latam Airlines.

Impacto nas Emissões de Passagens Prêmio no Latam Pass

Antes de mais nada, é importante frisar que é totalmente compreensível a decisão do Grupo Latam de postergar o re-lançamento destas rotas para 2021. Se não há demanda para tais voos, não há porque tentar operá-los.

Mas ao mesmo tempo, é inevitável não pensar na situação do Latam Pass e dos clientes com pontos no programa que têm intenção de viajar para o exterior. Com menos rotas internacionais disponíveis, fica ainda mais difícil fazer uma emissão de bilhete prêmio.

Inflação na Tabela Dinâmica

Com menos destinos internacionais disponíveis, a procura para os destinos em operação tenderá a ser maior, tanto em bilhetes prêmio como em passagens pagantes. Com isso, é de se esperar que tenhamos que desembolsar mais pontos para garantir um assento.

Obviamente, isso será o caso se tivermos um aquecimento da demanda em 2021.

Europa

Eu vejo a situação particularmente crítica para quem tem interesse em viajar para a Europa. No momento, Londres, Lisboa, Madri e Frankfurt são os destinos operados e mesmo assim os voos não são diários. Londres, por exemplo, está operando com 3 voos por semana.

Embora a Latam tenha parcerias com British Airways, Iberia e Lufthansa, têm sido virtualmente impossível conseguir emitir um bilhete com estas empresas. Pelos relatos que vejo, os poucos que conseguiram, o lograram depois de horas de labuta no telefone com os funcionários da empresa. Isso, além de desestimular muitos, é uma barreira quase intransponível para os menos experientes.

Além de dificultar ao máximo a emissão de passagens com esses parceiros, o Latam Pass já aumentou duas vezes nos últimos meses a quantidade de pontos necessária para se voar em econômica e executiva para a Europa com as empresas parceiras. Leia os detalhes sobre isso neste post.

Entretanto, assim como eu disse acima, tudo dependerá do aquecimento da demanda. Se continuarmos com uma baixa procura, os voos próprios da Latam devem dar conta do recado sem maiores problemas.

Algumas Palavras

Com essa decisão da Latam de deixar para 2021 o relançamento de vários destinos internacionais, torna-se ainda mais importante a cautela com o acúmulo de pontos no programa.