Latam entra no Cade contra joint venture dos Correios com a Azul

10

[Para quem não sabe, a Azul e os Correios divulgaram que fariam uma joint venture para transporte de cargas. A ideia é unir a demanda dos Correios com a capilaridade da Azul, que atende mais de 100 destinos no Brasil.
Eu vi com bons olhos essa parceria, uma vez que poderá reduzir o tempo de trajeto das encomendas dos Correios (além da redução de custos logísticos) e, de cara, contribuir para a redução dos custos das passagens Azul (quando o avião é compartilhado entre transporte de passageiros e cargas). Claro que sempre fico com o pé atrás nessa última opção, mas quem não ficaria não é mesmo? De qualquer maneira, me parece uma parceria com benefícios mútuos e equilibrados.
A Latam, companhia chilena que vem fracassando mês atrás de mês no mercado brasileiro e, sentindo-se ameaçada, fez contestação no Cade contra a joint venture dos Correios e da Azul. A companhia alega que, embora não seja concorrente direta dos Correios, a parceria poderá afetar o mercado de transporte aéreo de passageiros. Também alegou que esta parceria pode prejudicar um grande consumidor nacional de carga (ué.. que bondade é essa que estão até defendendo outras companhias?).
Eu acho que a Azul está certa em procurar expandir seus negócios através de parcerias estratégicas. Não concordo com a Latam, pois só tenho visto a companhia piorar seu serviço, programa de fidelidade, site, call center, etc. Ao invés de tentar bloquear as estratégias das concorrentes, deviam olhar para o próprio umbigo e ver onde podem melhorar para angariar mais clientes, não é mesmo?
O que vocês acham? Estou sendo muito radical?