Latam pede recuperação judicial e a unidade do Brasil ficou de fora – Devemos nos preocupar?

30
Latam pede recuperação judicial e a unidade do Brasil ficou de fora - Devemos nos preocupar?

Latam pede recuperação judicial nos Estados Unidos, a exemplo do que já fez a Avianca Holdings (leia mais sobre isso aqui). Porém, um ponto que gera apreensão é que as filiais brasileira, argentina e paraguaia foram deixadas de fora.

O Pedido de Recuperação Judicial

Segundo o comunicado divulgado pelo grupo, o pedido de recuperação judicial tem como objetivo proteger a companhia de pedidos de falência enquanto suas dívidas são renegociadas com os credores.

Como era de se esperar, o Grupo Latam foi enfático ao afirmar que, dentro do possível dadas as restrições impostas pela covid-19, suas operações seguirão normalmente. Neste link você pode acessar o comunicado da empresa ao mercado e aos seus passageiros.

Abaixo o CEO do Grupo LATAM Airlines, Roberto Alvo, explica o significado e as implicações do processo de recuperação judicial para a empresa.

E por último, clicando aqui você terá acesso a um documento com todas as etapas do plano de recuperação judicial do Grupo Latam.

Por Que a Latam Brasil Ficou de Fora do Pedido de Recuperação Judicial?

Acredito ser esta a grande pergunta para a qual todos os clientes brasileiros estão buscando uma resposta. Infelizmente, essa resposta ainda não existe (ou não foi tornada pública pela empresa).

Os poucos detalhes sobre o assunto que consegui encontrar foi em um comunicado interno da companhia aos funcionários (aproveito para agradecer ao nosso leitor David por compartilhar a nota conosco). Especificamente sobre a Latam Brasil, o documento diz o seguinte:

“Embora a maioria das afiliadas faça parte do processo de reorganização, nossas entidades incorporadas na Argentina, no Brasil e no Paraguai não estão incluídas, devido à natureza da sua estrutura de dívida e à situação financeira atual.”

Isso diz alguma coisa concreta? Sinceramente, não. Eu vasculhei vários jornais no Brasil e no exterior na tentativa de encontrar algo mais específico sobre o assunto e tampouco achei muita coisa.

Entretanto, juntando as diferentes partes do que li, eu fiquei com a impressão que há uma motivação política por trás da decisão. Aparentemente, a percepção em Brasília é que a Latam é uma empresa chilena e portanto o governo do Chile é quem deveria fazer algo a respeito. Com isso, um pedido de recuperação judicial no Brasil não receberia a devida atenção e enfrentaria problemas na sua aprovação e execução, colocando todo o grupo em risco.

Porém, ao excluir a filial brasileira do pedido de recuperação judicial, o abacaxi é colocado no colo do governo brasileiro, caso a empresa não encontre por si só uma solução para o seu fluxo de caixa.

Algumas Palavras

Devemos nos preocupar com a situação da Latam Brasil? Acho que ainda é cedo para se fazer essa afirmação e, quem o faz, está especulando. Antes de tudo, precisamos ver qual será o posicionamento da empresa e do governo brasileiro nos próximos dias.

Como sabemos, o governo já vem auxiliando a indústria de viagens com algumas medidas provisórias (leia mais aqui e aqui) e inclusive com um empréstimo para as empresas aéreas. No entanto, a pergunta é – Será isso suficiente para garantir que a Latam Brasil atravesse a tormenta?

Para Saber Mais

Aqui você pode ler um ótimo artigo escrito pelo nosso leitor Júnior onde ele explica o que significa uma recuperação judicial.