LATAM suspende voos para Bogotá e Lima e diminui frequências para Buenos Aires

0
LATAM - Eleita a melhor companhia aérea da América do Sul em sustentabilidade

Devido às restrições de viagem impostas por Colômbia, Peru e Argentina a LATAM precisou realizar alterações em suas operações entre o Brasil e estes países, impactando as operações em Bogotá e Lima.

Nesse sentido, a companhia precisou suspender temporariamente as rotas:

  • São Paulo – Bogotá: Entre 29 de janeiro e 28 de fevereiro
  • São Paulo-Lima: Entre 31 de janeiro e 28 de fevereiro

Além disso, a empresa também reduziu a sua operação na rota São Paulo – Buenos Aires (Aeroporto de Ezeiza) entre 01 e 28 de fevereiro. Os clientes podem conferir aqui se o seu voo foi reprogramado.

A LATAM também está em contato com os passageiros afetados para minimizar os impactos e, na medida do possível, oferecer soluções alternativas. Os clientes afetados poderão optar por uma das seguintes alternativas sem cobrança de taxas, dentro da validade do bilhete:

  • Remarcação da data do voo (sem multa ou diferença tarifária)
  • Reembolso completo (sem multa) no prazo de 12 meses
  • Remarcação de origem/destino (sem multa e sujeito a diferença tarifária)

A LATAM informa que todas regras para ingresso de passageiros em países no exterior são exigências de seus respectivos governos nacionais. À LATAM cabe apenas aplicar essas regras, na medida em que elas são sancionadas, divulgadas e/ou atualizadas pelas autoridades.

A companhia reitera que os passageiros devem consultar antes de seu voo as constantes atualizações das exigências do país de destino da sua viagem, observando as regras e restrições para o seu embarque. Para auxiliar nessa consulta, a LATAM está atualizando regularmente as informações em seu site em – clique neste link.

Voos para o Reino Unido e Portugal

A LATAM relembra que cumpriu as determinações do Governo do Brasil e precisou suspender temporariamente as operações na rota São Paulo – Londres desde 25 de dezembro.

Em cumprimento às determinações do Governo de Portugal, a companhia também precisou suspender temporariamente as operações na rota São Paulo – Lisboa entre 29 de janeiro e 14 de fevereiro.

A retomada de todas as rotas suspensas ou reduzidas está sujeita às determinações das autoridades dos respectivos países.