Miles&Go da TAP: Confira as Melhores Emissões

53
M&G

Depois dos materiais com as melhores emissões do programa Iberia Plus, da empresa espanhola Iberia, e do BAEC, da inglesa British Airways, ambos de companhias Oneworld, e que utilizam tabela de resgate por distância, agora serão indicadas as melhores emissões do programa Miles&Go, da portuguesa TAP, membra da Star Alliance. Apesar dos voos próprios com valores dinâmicos, os resgates com as parceiras são tabelados por região, possibilitando ótimas oportunidades.

Companhias Star Alliance

No Miles&Go (M&G) da TAP, a maioria das melhores emissões são em executiva, sendo o custo bastante acessível a partir dos diversos parceiros financeiros nacionais. Na maior parte dos casos, só vale a pena emissões em econômica em alguns voos próprios da TAP, ou quando não existir disponibilidade em executiva.

Para elaboração da lista, que não está necessariamente em ordem, foram utilizados alguns critérios: voos no cronograma de operação e com as disponibilidades conferidas; emissões com taxas em valores razoáveis; apenas uma opção por companhia aérea parceira; e resgates que se destacam não apenas em razão do custo/distância, mas que também façam bom uso conjunto e estratégico com outros programas.

Abaixo os parceiros financeiros que permitem a transferência de pontos para o programa M&G, sendo que sempre vale a pena aguardar os bônus de transferência, que são bastante comuns e frequentemente chegam a 100% ou mais:

Programa Miles&Go da TAP – Parceiros Financeiros

As tabelas do M&G podem ser encontradas aqui, e a busca de passagens de voos TAP e empresas parceiras que constam no site aqui.

As Melhores Emissões do Miles&Go da TAP

De modo a demonstrar as boas oportunidades de forma mais simples, serão mencionadas apenas emissões one-way, mas definitivamente as melhores emissões do M&G são ida e volta, já que a taxa de emissão é a mesma e é possível stopover, o que permite customizar e otimizar as viagens. As sugestões da lista podem ser utilizadas, de forma isolada ou conjuntamente (quando possível), também nas emissões ida e volta.

Hoje, em razão da parceira Emirates não estar cobrando taxa de combustível, acaba atraindo boa parte das emissões mais interessantes. No entanto, como a ausência atual do repasse das taxas de combustível pode mudar (em passagens pagas, existe a cobrança), o que tornaria as emissões muito menos vantajosas em razão do aumento do custo, será indicada apenas uma emissão da empresa, até para também abrir espaço para outras ótimas oportunidades:

Great Circle Mapper – As Melhores Emissões do Miles&Go da TAP

1. Emissão GRU-LIS-DME (7.353 milhas), com a TAP, em econômica, por 39.500 milhas + aproximadamente R$ 450,00 em taxas (pelo site). Como a tabela é dinâmica, na maior parte das vezes a passagem custa mais que o referido, mas é possível encontrar pelo valor indicado;

2. Emissão GRU-DXB-SYD (15.073 milhas), com a Emirates, em executiva, por 130.000 + em torno de R$ 400,00 em taxas (somente por telefone). Pela mesma quantidade de milhas é possível ir também para qualquer local da Oceania ou da Ásia;

3. Emissão GRU-YYZ-YVR (7.159 milhas), com a Air Canada, em executiva, por 50.000 milhas + aproximadamente R$ 1.000,00 em taxas (pelo site). Taxas são mais caras, mas o serviço oferecido e as possibilidades de destinos operados compensam;

4. Emissão GRU-ORD-HNL (9.465 milhas), com a United Airlines, em executiva, por 50.000 milhas + aproximadamente R$ 350,00 em taxas (pelo site). Não é fácil achar disponibilidade em executiva para ambos os voos. Em econômica é bem mais simples e custa 35.000 milhas, o que não deixa de ser também uma ótima emissão;

5. Trecho NRT-BOM (4.223 milhas), com a All Nippon Airways – ANA, em executiva, por 50.000 milhas + aproximadamente R$ 350,00 em taxas. Apesar de ser um voo intra-Ásia, é uma boa emissão em uma ótima companhia para um voo de mais de 10h;

6. Emissão JNB-ADD-NRT (9.018 milhas), com a Ethiopian Airlines, em executiva, por 50.000 milhas + aproximadamente R$ 400,00 em taxas (pelo site). Importante destacar que neste caso poderia ser com a Emirates, pelo mesmo preço, mas a Ethiopian também possibilita uma ótima opção, além de ser possível emitir pelo site do M&G, ter ampla disponibilidade e sempre cobrar taxas razoáveis; e

7. Emissão MNL-BKK-DXB (4.411 milhas), com a Thai Airways, em executiva, por 50.000 milhas + aproximadamente R$ 250,00 em taxas (pelo site). Como as Filipinas não permitem a cobrança da taxa de combustível, e a Thai Airways realmente não cobra (Turkish Airlines, por exemplo, cobra normalmente), é uma opção interessante para voar em uma boa empresa área que de/para outros destinos cobra taxas consideráveis. Trecho MNL-DXB também poderia ser feito com a Emirates.

Algumas ótimas empresas como Turkish Airlines, Lufthansa e Swiss Air Lines, também da Star Alliance, não foram mencionadas em razão das abusivas taxas de combustível, que acabam por encarecer bastante as emissões e praticamente inviabilizar o resgate. EVA Air e Air New Zealand também são excelentes companhias, mas não é fácil de encontrar disponibilidade em voos interessantes, além das taxas também serem caras.

Abaixo as opções de voos próprios da TAP, que se utilizam da tabela dinâmica, para conhecimento:

Rotas operadas pela TAP (FlightConnections)

Algumas Regras e Dicas Importantes:

– Taxa de emissão custa 40 Euros por pessoa se feita pelo telefone e 25 Euros pelo site, independentemente de ser ida e volta ou one-way;

– Somente é possível stopover na emissão ida e volta, podendo ser na ida ou na volta;

– Na emissão ida e volta, open-jaw é possível, tanto na origem quanto no destino, sendo ainda permitido também no stopover, mas é difícil conseguir tarifar utilizando todas essas possibilidades;

– Até 6 segmentos na emissão ida e volta e 3 segmentos na emissão one-way;

– Pagamento das taxas pode ser feito em reais, e de forma parcelada;

– A emissão pode ser feita diretamente pelo site do M&G para a maioria das empresas Star Alliance;

– Possíveis as seguintes opções na mesma emissão: TAP + companhias Star Alliance; TAP + parceira em específico; ou, então, companhia Star Alliance + companhias Star Alliance;

– No caso de não existir as disponibilidades pretendidas, possível emitir ida em uma classe e volta em outra, com custo proporcional; e

– Alguns bons sites para encontrar disponibilidade quando não for possível localizar online no site do M&G (nem sempre conferem, mas auxiliam bastante na busca): ANA, Avianca (LifeMiles) e United para empresas Star Alliance; e Copa, Smiles e Qantas para a Emirates.

Emissões Ida e Volta

Como adiantado, as melhores emissões acabam sendo as de ida e volta, dadas todas as possibilidades e as regras que podem ser utilizadas de modo a otimizar os resgates. Abaixo alguns exemplos, em emissões América do Sul – América do Norte, África Austral – Ásia e intra-Ásia, todas por 100.000 milhas, e que devem ser emitidas por telefone:

Great Circle Mapper

Na primeira emissão, América do Sul – América do Norte, que se inicia por POA, é utilizada a possibilidade do open-jaw no destino, além do stopover (LAS), com open-jaw.

Já no segundo exemplo, África Austral – Ásia, que se inicia por JNB, do possível open-jaw no destino, do stopover (BKK) e do open-jaw na origem, já que a emissão inicia por uma cidade e termina em outra.

Na última emissão, intra-Ásia, que se inicia por ICN, da possibilidade do stopover (HAN) e também do open-jaw na origem, sendo o retorno inclusive para um país diferente do de origem.

Algumas Palavras

Estas são algumas das emissões que considero as melhores do programa Miles&Go da TAP, e fazem bom uso de suas características e peculiaridades. Pelo fato das emissões serem tarifadas por região, acabam por possibilitar opções muito interessantes, que, normalmente, e para melhor aproveitamento, são de longo curso (diferente dos programas Iberia Plus e BAEC, que utilizam tabela por distância e nem sempre oferecem boas oportunidades em emissões muito longas).

Apesar das boas possibilidades de emissões, importante destacar os diversos e recentes problemas envolvendo o M&G, no que se refere a remarcação de voos, reembolso de milhas e, especialmente, estorno dos valores em vouchers (muitas vezes com valores inferiores ao correto e sem o reembolso da taxa de emissão, que, em verdade, nem deveria ser cobrada, ainda mais no abusivo valor de 40 Euros).

O que acharam da lista, concordam com as emissões listadas? Como o programa permite várias oportunidades, que ainda podem ser devidamente customizadas nas emissões ida e volta, tornando bastante subjetivo quais seriam as melhores emissões deste programa que cada vez é mais popular no Brasil, sintam-se à vontade para sugerir outras opções.

Para Saber Mais Sobre Emissões

Clicando aqui você pode ler o material com as melhores emissões do Iberia Plus, da Iberia.

Já neste link, você acessa a página que mostra as melhores emissões do BAEC, da British Airways.

Ainda, neste post é abordado se o melhor uso do AAdvantage é com a American Airlines ou com as companhias Oneworld/parceiras, também com exemplos de emissões.

Maxmilhas