Nova malha aérea nacional reduzida em 91% já está em vigor

0
Nova malha aérea nacional reduzida em 91% já está em vigor
Aeroporto de Congonhas, 28 de março (Fonte: CNN Brasil)

A nova malha aérea nacional reduzida em 91% devido ao covid-19 já está em vigor desde o último sábado, dia 28 de março.

O país tinha em média 14.781 voos domésticos por dia e agora está com apenas 1.241. Antes da redução, 106 localidades brasileiras recebiam voos regularmente e agora temos apenas 46. Os voos estão restritos às 26 capitais, o Distrito Federal e outras 19 cidades brasileireas.

Reduções por empresas

Entre Latam, Gol e Azul, a Latam ficou com o maior número de voos semanais. Veja:

  • Latam – 483 voos semanais
  • Azul – 405 voos semanais
  • Gol – 353 voos semanais

A malha reduzida da Gol estará em vigor até 3 de maio e a da Azul até 30 de abril.

Impacto nos aeroportos

A redução da malha doméstica teve um impacto direto nos aeroportos nacionais, que já haviam sentido a queda no número de passageiros. De acordo com uma resportagem da CNN Brasil, Congonhas teve apenas 6 voos da Latam ao longo de todo o dia no último sábado.

O aeroporto de Campinas, principal base da Azul no país, viu a média de voos diários caírem de 350 para algo em torno de 80. Aliás, Miami é o único destino internacional da Azul que continua em operação a partir de Campinas.

A Gol, por sua vez, suspendeu temporariamente as suas operações no aeroporto de Congonhas. Todos os voos que partem ou chegam em São Paulo estão sendo operados a partir de Guarulhos.

Algumas Palavras

A nova malha aérea nacional reduzida em 91% dá uma idéia do impacto que a pandemia do covid-19 está tendo no setor de viagens. Acredito que levará anos para que o setor consiga se recuperar.

A preocupação maior, claro, é com os funcionários que correm o risco de perder os seus empregos em um momento onde o país estará em recessão e novos empregos serão escassos.

Para Saber Mais

Fonte: CNN Brasil