ICAO recomenda a proibição de bagagens de mão a bordo – Mas por hora isso não deve acontecer

5
ICAO recomenda a proibição de bagagens de mão a bordo - Mas por hora isso não deve acontecer

Recentemente saiu um artigo no jornal Focus, segundo o qual as empresas aéreas deverão proibir bagagens de mão a bordo. Mas será que isso irá realmente acontecer?

O jornal diz que isso é uma instrução emitida pela OACI (Organização de Aviação Civil Internacional) ou ICAO em inglês. E é justamente por isso que eu digo acima que por hora estamos salvos.

A ICAO é uma agência especializada das Nações Unidas que tem como função apenas fazer recomendações sobre diferentes assuntos às agências de aviação civil dos países e à própria ONU. Portanto, para que isso venha a se tornar realidade a ANAC, no caso do Brasil, teria que acatar essa recomendação.

Além disso, para que essa recomendação fique mais próxima de se tornar realidade, seria necessário que a mesma fosse incorporada pela IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo), pois esta sim tem maiores chances de ser ouvida pelas empresas aéreas participantes.

Porém, até o momento e isso pode mudar, a IATA não faz nenhuma referência a esse assunto. Inclusive, no dia 5 de junho de 2020 eles publicaram novas instruções para os serviços dentro das cabines de passageiros durante e após a pandemia da covid-19 e o tópico ficou de fora.

O documento (em inglês) está disponível neste link e trata das diferentes fases do voo e como as empresas teriam que proceder para garantir que o risco de infecção seja minimizado.

Quem se dispor a ler o texto, que aliás é bem interessante para os geeks como nós, notará que apenas na seção 5.12 há uma referência sobre bagagens de mão. E o documento se limita a dizer que devido ao distanciamento em todas as fazes da viagem, as empresas aéreas devem recomendar aos seus clientes que eles limitem ao máximo a número de itens levados a bordo.

Por exemplo, como eu publiquei aqui, a British Airways já alterou a sua política de bagagens de mão e inicialmente os clientes poderão levar apenas 1 mala a bordo.

Algumas Palavras

Como eu disse no início do post, eu acredito que por hora não haverá nenhuma proibição de se levar bagagens de mão a bordo. Mas seguramente teremos uma limitação quanto ao número de itens permitidos.

Agradeço ao Igor pela sua contribuição no post.