Oneworld planeja upgrades com milhas entre parceiras

1
Qatar Airways QSuite
Qatar Airways QSuite

A Oneworld está conduzindo estudos para viabilizar o upgrade com milhas entre as parceiras membros da aliança. Assim, em breve, será possível para um passageiro com milhas AAdvantage possa requisitar um upgrade da econômica para a executiva na Finnair, por exemplo.

Mas a novidade não é tão nova assim. Na Star Alliance isso também é possível, mas com classes tarifárias restritas. Um passageiro que compra uma passagem na econômica em uma tarifa super descontada não consegue usufruir o benefício.

Nas Star Alliance, não há previsão de uso das milhas para upgrade com bilhetes adquiridos com milhas. O benefício aplica-se apenas a bilhetes pagantes.

A bem da verdade, a restrição do uso de milhas para fazer upgrade em bilhetes pagantes praticamente inviabiliza o benefício no caso da Star Alliance. As tarifas permitidas são tão caras que muitas vezes compensa comprar a passagem diretamente na classe executiva ou na primeira classe e ficar com as milhas na conta.

Na Oneworld, alguns acordos entre parceiras específicas já permite esse tipo de upgrade. É o caso da American Airlines com a British Airways e Iberia. Aqui é permitido fazer o upgrade somente com as tarifas mais caras da classe econômica (Y e B). Essas tarifas são, muitas vezes, mais caras do que passagens promocionais em executiva.

Tabela Upgrades AA / BA e IB
Tabela Upgrades AA / BA e IB

Algumas Palavras

A iniciativa da Vice-Presidente de Comunicação Corporativa é louvável, principalmente agora que as empresas aéreas tentam encontrar meios de sobreviver com o turismo e as viagens em geral em baixa.

Ainda não foi divulgado nenhum detalhe dos upgrades da Oneworld, nem se será possível fazer upgrade com bilhetes adquiridos com milhas. É difícil que isso aconteça, já que atualmente os modos e o custo de acúmulo de milhas e as tabelas de resgate sofrem grandes variações dependendo do programa.

Como foi dito, o upgrade com milhas já é possível nas parceiras Star Alliance. Mas para que essa mudança seja verdadeiramente útil para os clientes dos programas de milhas da aliança, é necessário que o benefício seja economicamente viável para o passageiro, senão não é benefício.