Opinião: A covid-19 levou a uma revolução digital e à possível valorização dos pontos em compras online

6
Opinião: A covid-19 levou a uma revolução digital e à possível valorização dos pontos em compras online

Da descoberta do covid-19 ao impacto nas compras online, o início da pandemia no Brasil trouxe novas experiências. Diante do isolamento social, os brasileiros foram obrigados a encontrar diferentes formas para manter seus hábitos e atender às novas necessidades que surgiram com esse momento atípico do mundo e o e-commerce se destacou.

Descoberta das Compras Online

De acordo com pesquisa realizada pela Criteo, empresa de tecnologia que fornece publicidade a profissionais de marketing, 56% dos consumidores brasileiros pesquisados afirmaram que compraram em canais de e-commerce pela primeira vez durante o pico do covid-19. Além disso, 94% pretendem continuar comprando nas lojas online que descobriram nesse período. Ou seja, no Brasil podemos esperar uma transformação digital acelerada.

Por necessidade, o hábito de comprar online ganhou destaque entre os consumidores brasileiros. A tendência, que antes da pandemia esperava-se que iria levar anos para acontecer no país, foi alcançada em meses. De acordo com outro estudo da Criteo, 67% descobriram pelo menos uma nova forma de consumo que pretendem continuar usando na fase pós-coronavírus. Comprar produtos pela internet, pedir comida por delivery e fazer compras por apps estão entre os principais comportamentos adotados pelos consumidores.

Com a digitalização, a Black Friday deste ano também marcou forte presença no e-commerce. Mundialmente, de acordo com os dados mais recentes, houve um crescimento de 139% nas compras online em relação a outubro.

“Depois de 2020, as marcas não conseguirão sobreviver se não estiverem online para contato. Se o consumidor precisar, ele deve conseguir contatar a empresa de qualquer maneira, seja de formas simples como por e-mail ou WhatsApp. Mas a presença online é essencial. E não é necessário que o comerciante venda por meio de um site tradicional, mas pode explorar outras formas – por exemplo, o social commerce”, afirma Tiago Cardoso, diretor geral para a América Latina da Criteo.

Acúmulo de Pontos

Seguindo a tendência das compras online, o acúmulo de pontos também teve crescimento representativo. Para tanto, basta olhar o número de promoções que tivemos durante a Black Friday.

Obviamente nós, que nunca abrimos mão de uma compra bonificada, ficamos relativamente desapontados com as promoções, já que estávamos esperando 15 ou 20 pontos por real, que não vieram. No entanto, é inegável que tivemos uma quantidade de promoções muito maior que em anos anteriores.

Embora não existam dados para demonstrar esse crescimento, basta observar a quantidade de novos parceiros que a Livelo adicionou ao Compre e Pontue ao longo do ano. O mercado é tão promissor que o programa Esfera do banco Santander finalmente decidiu se posicionar como concorrente de peso à Livelo. Adicione-se à isso o iupp, do banco Itaú, que irá assumir a posição do Sempre Presente. Para nós, consumidores, concorrência é sempre bem vinda!

Passagens Aéreas

Basta ter um mínimo de conhecimento do universo dos pontos e milhas para saber que as melhores oportunidades para se trocar os pontos estão nas passagens aéreas. É claro que as empresas aéreas também o sabem.

Somando-se a abundância de pontos acumulados em compras online às muitas promoções de transferências de pontos com bônus para lá de generosos, teremos como resultado tabelas de emissão de passagens com as cias nacionais para lá de inflacionadas.

2021 será um ano interessante!