Opinião: A situação está melhor do que você imagina!

21
Opinião: A situação está melhor do que você imagina!

Eu acabei de retornar do Brasil e, desde o início do pandemia da covid-19, essa foi a primeira viagem que fiz ao país para visitar minha família e amigos. Eu já havia adiado duas viagens e admito que estava um pouco apreensivo, provavelmente influenciado por tudo que se vê nos jornais e mídias sociais.

No entanto, eu devo dizer que pelo pouco que vi na capital e no interior do estado, em muitos aspectos estamos fazendo melhor que Londres. Começo pelo uso das máscaras, que está muito mais disseminado pelas ruas de São Paulo que em Londres. Para se ter uma ideia, muitos ainda não usam nenhum tipo de proteção facial no metrô.

Outro detalhe positivo que me chamou a atenção foram os procedimentos de biossegurança nos restaurantes e bares. A limitação do número de mesas nos restaurantes e o uso dos códigos de QR em substituição dos menus de papel é algo que não existe em Londres. A grande mudança em Londres se resume ao fato de que nos bares não há atendimento no balcão e tudo está limitado ao serviço de mesa.

Por último, a verificação de temperatura nos bares, hotéis e restaurantes em São Paulo, pelo menos nos que eu estive, é algo que não existe em Londres. Obviamente pode até ser que exista, mas eu não vi um único estabelecimento fazendo isso ainda.

É claro que todas essas medidas não são uma solução definitiva para o problema, mas com certeza demonstram um esforço de tentar oferecer maior proteção aos clientes e trazer um pouco de normalidade para a vida das pessoas.

Infelizmente, a imagem que se cria é tão nociva quanto o problema em si. Inclusive, amigos de Londres chegaram a entrar em contato comigo para saber se eu estava bem e o quão seguro era se locomover por São Paulo.

Admito que no Brasil temos milhares de realidades diferentes, mas a minha experiência não deixou nada a desejar em relação o que eu teria em Londres. Portanto, acredito que a situação com a covid-19 esteja melhor do que muitos imaginam.