Opinião: Bem vindos a 2021, mas o que esperar do novo ano?

13
Opinião: Bem vindos a 2021, mas o que esperar do novo ano?

Antes de mais nada e só complementando as belas palavras da Rosane no Direto da Galley de hoje, bem vindos ao ano que se inicia! Mas o que esperar de 2021? Será que a vida vai voltar ao normal?

Acredito que existe um sentimento de felicidade generalizado entre todos por havermos deixado 2020 para trás. Entre tantas outras coisas, acredito que 2020 nos ensinou duas grandes lições que deveríamos levar para a vida. Primeiro, o quão frágil e insignificantes nós somos neste planeta e, segundo, nossa liberdade de ir e vir é o bem mais precioso que temos e ainda assim muitas vezes não reconhecemos isso.

Os relógios marcaram meia-noite, tivemos … ou deveríamos ter tido … celebrações restritas às nossas famílias, aquele sentimento de renovação se espalhou entre nós. Entrentanto, e eu odeio fazer essa pergunta, alguma coisa efetivamente mudou?

Infelizmente, nada mudou e ainda deve piorar um pouco graças à inconsequência de muitos antes que começe a melhorar. Como aqui o nosso objetivo é sempre falar de viagens, pontos e milhas, vamos deixar esse assunto de lado e focar na nossa pauta!

Viagens em 2021

Em relação a 2020, já temos uma luz no fim do túnel. As vacinas já estão sendo aplicadas nos cidadãos de vários países ao redor do mundo e, mais cedo ou mais, deve chegar por aqui.

Tudo leva a crer que está na vacinação nossas chances de voltar a viajar. Porém, até que uma parcela significativa da população global esteja imunizada, as restrições devem continuar.

Planejar uma viagem internacional ainda continua uma oposta de alto risco, pois fronteiras podem fechar em questão de horas. Vide o exemplo do Reino Unido e a nova cerpa da covid-19 que levou mais de 40 países a proibirem as ligações aéreas com os aeroportos britânicos em menos de 48 horas.

Se a vacinação ao redor do mundo seguir avançando, acredito que poderemos pensar em viajar ao exterior sem grandes surpresas a partir do segundo semestre!

Pontos e Milhas

No que diz respeito ao acúmulo de pontos e milhas, até que tenhamos alguma normalidade, o mesmo esquema de 2020 deve continuar. Campanhas e mais campanhas para acumularmos pontos, com poucas emissões vantajosas.

Entretanto, e eu posso estar enganado, mas não acredito que teremos promoções para transferências de pontos tão agressivas quanto as que tivemos em 2020. Talvez elas até ocorram no primeiro trimestre, mas tendem a desaparecer ao longo dos meses.

Teremos duas novas empresas aéreas entrando no mercado brasileiro, a ITA e a Nella. Será que terão programas de fidelidade? E se o tiverem, serão bons e expressivos o suficiente para oferecer alguma concorrência a LATAM Pass, Smiles e TudoAzul?

Encerro com as palavras da Rosane … “Mantenham os cintos de segurança afivelados, 2021 já está em vôo de cruzeiro!