Os Melhores Resgates com Milhas para a América do Norte

46

No nosso primeiro post da série Os Melhores Resgates com Milhas por Continente, vamos falar sobre os melhores resgates para a América do Norte – México, EUA e Canadá. Como alguns programas  separam Havaí, México e Canadá como regiões distintas dos EUA continental, vou comentar sobre cada um deles para vocês terem uma boa ideia.

E eu lembro o seguinte: o Smiles não está incluído aqui, pois não tem tabela fixa. Mas, com uma certa frequência, o programa faz promoções muito boas para os EUA – tanto em econômica como em executiva – voando Delta.

Mas já adianto: o TAP Victória é o grande vencedor.

Classe Econômica

Não há dúvidas que o TAP Victória é vencedor. Por 55.000 milhas ida e volta (27.500 o trecho), é possível ir até o Havaí – a TAP não faz diferença entre EUA continental, Havaí, Canadá, México e Caribe. Pode se chegar ao Havaí com a United. Já a Avianca Internacional tem poucos destinos nos EUA, e a Avianca Brasil, somente Miami. O problema da TAP é a exigência de se emitir ida e volta.

O British Airways Executive Club (BAEC) cobra 25.000 Avios para a muitos destinos  na América do Norte (limite de 5.500 milhas de distância). Dá para ir com a AA ou LATAM para o sul dos EUA, costa leste até Boston, algumas cidades no Texas e México.

A maioria dos demais programas cobra 30.000 milhas por trecho (LATAM Fidelidade, AAdvantage, Avianca Internacional, United Airlines).

Mas para o México, a United é imbatível: 20.000 milhas, mas tendo que voar Avianca Internacional ou Copa.

O Amigo faz distinção entre todos os países da América do Norte e o Havaí também.  O AAdvantage também cobra a mais para os demais destinos que não sejam EUA continental – 32.500 milhas o trecho.

Classe Executiva

A Avianca Internacional é a mais vantajosa em termos de pontos: o valor mais baixo é 89.000 milhas ida e volta. Esse valor é exigido para voos operados pela própria Avianca, o que limita as cidades-destino. Além disso, há a desvantagem da escala obrigatória em Bogotá.

E, particularmente,  considero que o Victoria é mais vantajoso no geral:  são 90.000 milhas ida e volta (45.000 o trecho), ao passo que as demais cobram, pelo menos 50.000 milhas o trecho (Avianca Internacional com as parceiras) ou mais (United = 55.000, AA = 57.500).

Os programas aplicam as mesmas regras quanto ao Havaí, Canadá e México aqui na executiva também. E, mais uma vez, quem quer ir ao México em executiva pelo United Mileage Plus, desembolsa 40.000 milhas o trecho em executiva.

O LATAM Fidelidade cobra incríveis 70.500, no mínimo, para seus clientes premium e 88.000, no mínimo, para quem é Gold ou não tem status para voarem com a LATAM. Com as parceiras, a tabela é fixa em 75.000 pontos o trecho. Ouch. Ouch. Ouch.

Primeira Classe

Atualmente, só há duas companhias aéreas que oferecem first saindo do Brasil para a América do Norte: a United e a American. Mais uma vez, o TAP Victoria exige a menor quantidade de pontos/milhas: 135.000 ida e volta (67.500 trecho). A própria AA cobra 85.000 milhas o trecho para os EUA continental, 90.000 para o Canadá e Alasca e 92.500 para o Havaí.

O LATAM Fidelidade exige 120.000 pontos o trecho – quase o que o Victoria exige para ida e volta!

Conclusão

Ficou patente que o TAP Victoria é o melhor programa de milhas para emitir passagens para a América do Norte, exceto o México, que é mais vantajoso emitir com o o Mileage Plus da United.

Emitindo com o Victoria é possível voar com a Avianca Brasil, Avianca Internacional,  Copa Airlines, United Airlines e Air Canada. Além disso, o Victoria permite um stopover (parada intermediária superior a 24 horas) e emissão open jaw (chega em uma cidade e volta por outra).

Para ver os outros posts da série Melhores Resgates com Milhas por Continente, clique aqui.

Para ver a série Os Melhores Resgates dos Programas de Viagem mais Populares do Brasil, clique aqui.