Portugal passa a controlar a entrada de passageiros vindos do Brasil

11
Portugal passa a controlar a entrada de passageiros vindos do Brasil

Depois de passar pelo período crítico da pandemia da covid-19, os países europeus começam a abrir suas fronteiras para as viagens de negócios e turismo. Porém, tudo leva a crer que haverá restrições para os viajantes procedentes de regiões onde a covid-19 ainda não foi controlada.

Nesse contexto, segundo uma matéria publica no blog da Veja, as autoridades portuguesas passarão a controlar a entrada de passageiros oriundos do Brasil. De acordo a revista, a TAP tem enviado um comunicado aos passageiros com bilhetes marcados para as próximas semanas alertando-os sobre as restrições de entrada em Portugal. O texto diz o seguinte:

Informamos que apenas é permitida a entrada em Portugal a determinadas categorias de passageiros, entre as quais:

  • Cidadãos nacionais de um Estado Membro da União Europeia.
  • Nacionais de países terceiros titulares de autorização de residência ou de visto de longa duração emitidos por autoridades portuguesas.
  • Nacionais de países terceiros titulares de uma autorização de residência ou de um visto de longa duração emitido por um Estado Membro da União Europeia, para efeitos de trânsito para o país da sua residência.

Algumas Palavras

Embora o texto da revista sugira que a restrição é em relação aos brasileiros, que em realidade são os mais afetados, a regra se aplica para qualquer estrangeiro proveniente do Brasil.

Situações como essa, que provavelmente deverão ser implementadas em outros países da União Europeia, impactam diretamente os turistas com viagens marcadas para a Europa. Além disso, agravam ainda mais a já delicada situação financeira das empresas aéreas.

Só nos resta torcer para que a situação se normalize no Brasil o mais rápido possível, pois com isso as restrições de viagem serão revogadas.

Para finalizar, a matéria da revista Veja não deixa claro se essas regras já estão em vigor ou não. Alguém com viagem marcada para Europa recebeu algum comunicado da TAP a esse respeito?

Agradeço ao amigo Júlio por compartilhar o texto comigo.