Os programas de milhagens brasileiros e o covid-19 – Como eles estão atravessando a tormenta?

9
Os programas de milhagens brasileiros e o covid-19 - Como estão atravessando a tormenta?

Os programas de milhagens brasileiros, como em qualquer outra parte do mundo, estão sendo duramente impactados pelos efeitos do covid-19. Mas, como eles estão fazendo para atravessar a tormenta?

No artigo abaixo eu faço uma breve análise das estratégias de cada um até aqui. E, apesar de todas as dificuldades que temos com eles, torço para que sobrevivam. Afinal de contas, quanto mais concorrência, melhor para nós.

Livelo

Até o momento eu vejo a Livelo atuando em duas frentes na tentativa de gerar caixa e atravessar a crise sem maiores danos. A primeira frente é a venda de pontos com desconto.

Normalmente o desconto de 40% era lançado de tempos em tempos e sempre atrelado a transferências bonificadas para Smiles, TAP Miles&Go, etc. No entanto, a empresa estendeu a venda de pontos com desconto ininterruptamente até o começo de julho.

Outra área que eu notei uma mudança visível diz respeito à introdução de novos parceiros. Tivemos o lançamento de 11 novos parceiros nos últimos meses e todos no varejo, o que faz sentido num momento onde as pessoas não podem sair de casa para comprar.

A promoção mais agressiva da Livelo que eu vi nos últimos meses foi a da Victorinox, onde os clientes poderiam acumular até 15 pontos por real gasto.

Já no que diz respeito à ajuda aos clientes, a empresa não tem feito muita coisa. O fato mais relevante até o momento foi a possibilidade de se suspender a assinatura dos clubes de pontos por até dois meses. Acho que poderiam fazer mais nesse front, não?

Smiles

Dentre os programas de milhagens brasileiros impactados pelo covid-19, me parece que a Smiles tem sido a empresa mais agressiva na tentativa de manter vendas ou, pelo menos, gerar algum caixa. Como exemplo, tivemos as promoções de transferência de milhas entre contas com 300% de bônus e a possibilidade de se comprar milhas com até 85% de desconto.

Já tivemos algumas promoções onde os clientes que assinassem os clubes Smiles ganhariam milhas extras. Tivemos também as tradicionais promoções de transferências de pontos dos cartões de crédito e aqui os bônus continuaram nos mesmos patamares de antes. A diferença é que a validade das milhas bônus foram extendidas.

Eu não tenho visto nada de muito significativo na venda de produtos com bonificação turbinada. Todavia, esse nunca foi o forte da Smiles. Em termos dos clubes de pontos, alguns de nossos leitores comentaram em nossos grupos de WhatsApp que entraram em contato com a central de atendimento para cancelá-los e conseguiram bons descontos.

Quanto a ajudar os seus clientes, os status Silver, Gold e Diamante foram prorrogados e a validade das milhas a vencer também ganharam vida extra.

TudoAzul

As vendas de produtos com pontuação turbinada seguem na mesma frequência e valores do período pré covid-19. Nenhuma novidade!

No entanto, o programa parece ter intensificado as promoções de transferências bonificadas de pontos de cartões de crédito. Recentemente já tivemos duas promoções direcionadas com bônus de até 100% e outras três abertas ao público em geral.

O que chama a atenção em todas as promoções são os critérios de bonificação. Anteriormente, apenas os clientes dos clubes de pontos mais caros tinham acesso aos maiores bônus, agora basta ser assinante de qualquer um dos clubes para conseguir o bônus máximo. Similarmente à Smiles, a validade das milhas bônus tem sido bem maior que o normal.

Eu ainda não notei mudanças significativas na venda de pontos, seja através de desconto ou bônus. Porém, já tivemos promoções onde novos assinantes dos clubes de pontos teriam 50% de desconto na mensalidade por um período de 6 meses.

E por último, o TudoAzul já prorrogou o status dos clientes no programa e suspendeu o vencimento de pontos.

Latam Pass 

As promoções de transferências de pontos no Latam Pass seguem a mesma tendência pré covid-19, sem grandes saltos no bônus. A única mudança, similar aos demais programas, foi a extensão da validade dos bônus.

Foi na venda de pontos que vimos a maior mudança do programa até o momento. Em abril tivemos uma promoção onde o desconto chegava a 65% o que, sem dúvida, é um dos maiores descontos já oferecidos pelo Latam Pass.

Em se tratando de venda de produtos com pontuação turbinada, até aqui tivemos uma ou  outra promoção que chamou a atenção. A última que oferecia 15 pontos por real foi com a Netshoes, mas a lista de produtos qualificáveis era extremamente restrita.

Para finalizar, o Latam Pass também prorrogou o status elite de seus clientes, mantendo-os nas categorias atuais até março de 2022. Os pontos a vencer também ganharam uma sobrevida de alguns meses.

Algumas Palavras

No geral, eu vejo os programas de milhagens brasileiros navegando através da tormenta do covid-19 mais ou menos da mesma forma. Estão lançando mão dos recursos que já usavam anteriormente para incentivar a compra de pontos e fazendo algumas promoções mais generosas aqui ou ali.

Qual a sua opinião? Compartilhe conosco nos comentários.