Quais cartões de crédito vocês irão manter em 2021?

31
Quais cartões de crédito vocês irão manter em 2021?
Imagem: Leonardo Silveira Baptistella

O fim do ano se aproxima e com isso aquela velha pergunta retorna às nossas cabeças: Quais cartões de crédito iremos manter em 2021?

Vamos a partir de agora passar a analisar alguns critérios relevantes para essa tomada de decisão e espero ouvir de vocês como estão as suas configurações para o próximo ano.

Acessos Ilimitados às salas Vip

Como nós sabemos, os melhores cartões de crédito do mercado são aqueles que oferecem acessos ilimitados aos lounges pelo Lounge Key ou Priority Pass, já que um acesso a um lounge pode fazer toda a diferença em uma conexão longa ou mesmo em uma conexão curta após um voo longo.

Sobre os acessos às salas vip, temos os seguintes cartões que oferecem acessos ilimitados: Santander Unlimited Visa Infinite e Mastercard Black, Bradesco Aeternum Visa Infinite, Banco do Brasil Altus Visa Infinite, Sicredi Mastercard Black, Sicoob Merit Mastercard Black, Unicred Mastercard Black, Uniprime Mastercard Black e Banco Inter Mastercard Black.

Sobre esse assunto, temos um post recente explicando detalhadamente o funcionamento desses acessos, que vocês podem conferir clicando aqui. Além disso, temos análises individuais desses cartões de crédito, além de um post dos chamados super cartões de crédito.

Acessos às salas Vip Bradesco Cartões e parceiras

Outro critério importante, especialmente para quem viaja com frequência dentro do Brasil, são os cartões de crédito top tier do Banco Bradesco: Elo Nanquim, Elo Nanquim Diners Club, American Express The Platinum Card e Bradesco Aeternum Visa Infinite.

As salas Bradesco estão localizadas nos aeroportos de Congonhas (CGH),  Guarulhos (GRU), Santos Dumont (SDU) e Afonso Pena em Curitiba (CWB), além das parceiras (Star Alliance – GRU, Vip Club – BSB e Ambaar – CNF). No caso do cartão American Express The Platinum Card ainda há a sala da American Express em Guarulhos (GRU), Centurion Lounges, Delta Sky Clubs e Airspace Lounges, pelo mundo.

Isenção da Anuidade

Esse é um critério importante a ser analisado, afinal de contas, ninguém gosta de pagar anuidade no cartão de crédito, não é mesmo?

A maioria desses cartões oferecem política de desconto progressivo e isenção por média de gastos, que na maioria das vezes deve ser solicitado por meio da central ou da sua gerência, podendo ser conquistada também por meio do SAC.

Portanto, esse critério deve ser considerado no momento da tomada de decisão, especialmente pelo momento delicado que estamos vivendo, seja pela enorme diminuição no uso das salas vip, pela diminuição da média de gastos nos cartões de crédito, e também pela maior necessidade de se fazer um uso consciente dos seus recursos financeiros.

Ter em mente onde você quer pontuar ou transferir os seus pontos

Além dos programas que permitem a transferência bonificada dos pontos gerados pelo cartão de crédito, como é o caso da Livelo (Banco do Brasil e Bradesco), Esfera (Santander), iupp (Itaú), entre outros, há também os cartões co-branded, que são aqueles que pontuam diretamente nos programas das empresas aéreas, como é o caso do Azul Itaucard, Smiles (Banco do Brasil, Bradesco e Santander) e Latam Pass Itaucard, além do Santander AAdvantage, que é o melhor de todos esses, em minha opinião.

No caso do Santander AAdvantage, trata-se do único meio de acumular pontos no programa AAdvantage da American Airlines, a partir do Brasil. Vale destacar que esse é um programa de pontos excelente e as milhas acumuladas nele são bastante valiosas.

Além disso, merece destaque o programa Esfera do Banco Santander, que permite a transferência de pontos na proporção 1:1 para o Iberia Plus, e esses pontos podem ser de lá enviados livremente para o British Airways Executive Club, certo que as milhas acumuladas nesses programas, chamadas de Avios, são também bastante valiosas.

Um cartão de crédito de cada bandeira e de emissores diferentes

Eu sempre digo que é importante termos ao menos um cartão de crédito de cada bandeira na carteira e, de preferência, de emissores diferentes, e explico o porquê.

Cada bandeira oferece seguros e benefícios diferentes, portanto para maximizá-los, ter um cartão de crédito de cada bandeira dispensa maiores comentários.

Por outro lado, a maioria que nos acompanha sabe que um cartão Elo ou American Express não pode “andar” sozinho na carteira, pois ainda há inúmeros problemas de aceitação e uma hora ou outra ele vai te “deixar na mão”.

Das bandeiras mais comuns, Visa e Mastercard, muitos pensam que apenas um deles é suficiente e eu discordo. Apesar da minha preferência pela bandeira Visa, em alguns lugares, como é o caso da Argentina, a bandeira Mastercard tem melhor aceitação, inclusive eu já tive problemas para usar um cartão Visa por lá em vários estabelecimentos, especialmente restaurantes.

Finalmente, mas não menos importante, a sugestão de ter uma bandeira de cada emissor, se deve ao fato de que um eventual bloqueio de segurança por suspeita de fraude, pode ocasionar o bloqueio de todos os cartões de um mesmo emissor, o que pode ser especialmente avassalador em meio a uma viagem internacional. Eu já ouvi relatos de bloqueios nesse sentido praticados por todos os grandes emissores: CEF, BB, Bradesco, Itaú e Santander.

Algumas Palavras

A escolha dos cartões de crédito é muito particular e depende da análise do seu perfil individual de gastos e de viagens, porém acredito que os critérios acima sejam bons balizadores para uma escolha consciente.

Para quem viaja frequentemente para o exterior e considera os acessos aos lounges do Lounge Key um benefício importante, Banco do Brasil Altus, Bradesco Aeternum e Santander Unlimited me parecem as melhores opções, seguidos pelo Elo Nanquim Diners Club e Porto Seguro Visa Infinite e Mastercard Black, que oferecem 10 acessos por ano.

Já para quem viaja mais pelo Brasil, Bradesco Aeternum, Elo Nanquim Diners Club, Elo Nanquim e American Express The Platinum Card, me parecem as melhores opções, devido ao acesso ilimitado aos lounges do Bradesco e parceiros.

No quesito pontuação mais valiosa, Santander AAdvantage e Santander Esfera (para envio para o Iberia Plus), são os mais indicados, especialmente para quem viaja ao exterior. Quem prioriza o programa TAP Miles & Go ou os nacionais, estarão mais bem-servidos com Livelo, iupp e Esfera, além dos programas dos outros bancos e emissores menores.

No meu caso, sendo coerente com os critérios colocados acima, e considerando que possuo o Priority Pass emitido pela American Express dos EUA, minha escolha para 2021 será a seguinte: Itaú Personnalité Visa Infinite, Santander AAdvantage Mastercard Black, Bradesco American Express The Platinum Card e Banco do Brasil Elo Nanquim Diners Club.

E antes que me critiquem sobre a escolha da bandeira Visa, explico que estou apostando no iupp para o próximo ano, já que será o receptor dos clientes vinculados ao Sempre Presente e acredito que venham agressivos para ganharem mercado dos seus concorrentes diretos, Livelo e Esfera. Além disso, os quatro cartões escolhidos acima estão com a anuidade isenta para o próximo ano.

E vocês, o que acharam das minhas considerações? Quais cartões de crédito vocês irão manter em 2021?

Aproveito a oportunidade para desejar a todos os leitores do Pontos e Viagens e seus familiares um ótimo Natal, repleto de saúde e amor!