Quarentena forçada aos visitantes – Mais uma bobagem do governo britânico

10
Quarenta forçada aos visitantes - Mais uma bobagem do governo britânico
Tower Bridge - Londres

Para aqueles que acham que apenas no Brasil fazemos bobagens, eu tenho boas notícias. Não estamos sozinhos!

O Lockdown Britânico

Enquanto Espanha, França e Itália ocupavam as manchetes dos jornais devido aos altíssimos números de infecções e mortes causadas pela covid-19, qualquer um podia chegar no Reino Unido sem ter que responder absolutamente nenhuma pergunta sobre a sua origem. Enquanto a Europa se fechava, os britânicos levavam a vida normalmente.

A situação começou a mudar apenas quando cientistas de diversas instituições alertaram o primeiro ministro que se nada fosse feito, as mortes ficariam na casa das centenas de milhares. Ao se dar conta de que esses números poderiam acabar em sua biografia, Boris Johnson decretou o lockdown britânico.

Com um lockdown de vida curta e mau implementado, o Reino Unido figura hoje em segundo lugar no mundo em termos do número de mortes causadas pela covid-19. Se a concepção e implementação foram mal feitas, a saída está sendo pior ainda.

Atualmente, até 6 pessoas podem se reunir na Inglaterra, 8 na Escócia e se você for visitar alguém, lembre-se que você não pode usar o banheiro do seu anfitrião. Essas mesmas 6 ou 8 pessoas podem inclusive fazer um churrasco, desde que levem os seus copos, pratos e talheres. Preciso dizer se isso está funcionando?

Isolamento Forçado dos Visitantes

No entanto, a cereja do bolo veio no meio do mês de maio quando Boris Johnson anunciou que a partir do dia 8 de junho todos os passageiros que chegassem no Reino Unido, com exceção dos provenientes da Irlanda, teriam que obrigatoriamente ficar isolados por 2 semanas. Entre outros impactos, isso jogou uma pá de cal nos planos da British Airways e Virgin Atlantic de recomeçar suas operações de forma mais consistente.

O interessante é que o Reino Unido ainda tem as maiores taxas de infecção entre os países europeus, mas ainda assim é preciso controlar qualquer estrangeiro que se aventure a pisar em solo britânico – como se existissem milhares e milhares deles anciosos para visitar o país. Ironicamente, se você tem passaporte europeu, voa de Roma para Dublin e depois Londres, você não será forçado a se isolar já que não haverá registros no seu passaporte de onde você veio.

E tem mais, você será forçado a se isolar somente depois que pegar um metrô, normalmente cheio, do aeroporto até a sua casa ou hotel e ir no supermercado comprar comida. Mas imagino que nesse meio tempo você não seja um agente transmissor da doença, certo?

Tão bem pensado quanto a quarentena, é a fiscalização. Se você for pego furando o período de isolamento forçado, você será multado em até £1.000,00. Bem, mas e quem vai fiscalizar e multar? Para a sua informação, a polícia britânica já deixou claro que não o fará, pois segundo disseram, isso não é trabalho deles.

Todavia, o governo disse que serão feitas inspeções aleatórias. Por quem, como e com que frequência ainda não se sabe. Ah …. o isolamento forçado começou ontem!

A aposta é que o tal isolamento acabe em questão de semanas. O consenso é que só não o abortaram, pois seria ainda mais embaraçoso do que o seu lançamento em si.

Algumas Palavras

Senhores e senhoras turistas, bem vindos ao Reino Unido!