Sala VIP LATAM no aeroporto de Milan Malpensa (MXP)

14
Sala VIP LATAM MXP dez 2017

A volta da vinha viagem começou com o voo de Munique para Milão com a Lufthansa e de lá para São Paulo com a LATAM. A empresa usa uma sala terceirizada no aeroporto de Malpensa, a sala Montale.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017

A sala também é utilizada por outras companhias como a American Airlines, a British Airways e até mesmo a Singapore Airlines.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017

Ela fica no segundo andar do aeroporto e pode ser acessada via elevador ou escada rolante.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017

O ESPAÇO

A sala, apesar de sua decoração já meio cansada, é bastante ampla, com diversos ambientes e muitos lugares para sentar. Cheguei lá umas 18 horas e ela estava bem vazia e manteve-se pouco movimentada durante todo o tempo em que estive lá. O ponto negativo foi a falta de tomadas.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017

Há uma área com 10 computadores para quem precisar acessar a internet via desktop.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017

Há também uma pequena sala para a família, com uma TV e brinquedos.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017

COMIDA E BEBIDA

A oferta de comida não impressiona, mas também não decepciona muito. Há alguns sanduíches e bolos, mas não há comida quente.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017

Havia uma boa variedade de refrigerantes, incluindo alguns tipicamente italianos.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017
Sala VIP LATAM MXP dez 2017

No quesito bebidas alcoólicas, não há muita variedade.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017

Para um país que brilha na produção de vinhos, a sala Montale poderia fazer muito melhor. Havia apenas dois tipos de vinhos italianos tintos e só.

Sala VIP LATAM MXP dez 2017

CONCLUSÃO

Se essa sala fosse em algum hub asiático, europeu ou norte-americano, ela seria uma tremenda decepção. Entretanto, se levarmos em consideração que é uma terceirizada no aeroporto de Malpensa – que é muito ruim – ela até superou minhas expectativas em termos de tamanho.

Ela é uma boa sala? Não, não é. Podia ser melhor? Muito. Ela talvez seja uma das piores salas que conheço nesse eixo primeiro mundo em termos de comidas e bebidas. Mas, por ser Malpensa, eu acho que já estava preparada para algo muito pior.