Será o Fim da Linha para o A380?

0

O A380 foi uma grande aposta da Airbus que não atingiu o resultado esperado. Quando o super jumbo fez seu primeiro voo comercial em 2007, a aposta era que empresas aéreas pelo mundo focariam no uso de grandes aviões para ligações entre os principais aeroportos do planeta.

Mudanças de Estratégia

No entanto, as coisas não saíram como a Airbus esperava. Os altos custos operacionais do A380 fizeram com que o avião fosse lucrativo apenas em casos onde quase todos os assentos estivessem ocupados. O que é factível para pouquíssimas empresas aéreas. Além disso a chegada do Dreamliner da Boeing, a família B787, que pode levar até 300 passageiros a um custo operacional muito menor ajudou a tornar a vida do A380 ainda mais difícil.
Outro fator que contribuiu para dificultar ainda mais a já complicada situação do A380 foi a mudança de foco das empresas aéreas. De novo, com a família B787, as empresas vislumbraram a oportunidade de voar de forma lucrativa a partir de seus hubs para cidades secundárias, deixando de lado a aposta da Airbus em operações “hub to hub”.

Emirates e Rolls-Royce

Com essas mudanças, muitas empresas aéreas aposentaram seus A380 ou simplesmente cancelaram seus pedidos. No fim, o super jumbo ficou restrito a poucas empresas pelo mundo. E dentre elas, a Emirates é a maior de todas com mais de 100 aviões em sua frota e um pedido de outros 36. E são justamente esses 36 aviões que podem decretar o fim da linha do super jumbo.
Alguns jornais pelo mundo revelaram na última semana que a Emirates está em discussões com a Airbus para concelar o pedido dos A380. Aparentemente, a razão para cancelar o pedido dos A380 seriam divergências entre a Emirates e a Rolls-Royce quanto aos motores dos aviões que consomem mais combustível que o prometido.
Fontes ouvidas pelos jornais garantem que o cancelamento do pedido da Emirates resultaria no fechamento da linha de produção do A380. Além disso, a Airbus estaria tentando convencer a Emirates a trocar o pedido dos A380 por A350, pois isso ajudaria a reverter as perdas da Airbus e ao mesmo tempo evitaria que a Boeing vendesse mais B777X para a empresa de Dubai.

British Airways

Será o Fim da Linha para o A380?
A380 da British Airways

Ao mesmo tempo que a Emirates considera cancelar o seu pedido, a British Airways volta a flertar com a Airbus para a compra de mais modelos do A380. A empresa britânica opera doze super jumbos no momento e já disse em diversas ocasiões que tem capacidade para mais alguns em sua frota. Porém ao preço certo. Talvez este seja o momento da British Airways conseguir os aviões adicionais ao preço que considera “justo”, num esforço da Airbus para dar uma sobrevida ao que é hoje o maior avião comercial do mundo.