Smiles abre subsidiária na Argentina

0

A Gol vai oferecer o programa Smiles para os seus clientes argentinos e já conta com parceiras financeiras. A notícia foi dada pelo Adrián, do blog ratamundo.com. Segundo ele, o investimento inicial é de R$ 20 milhões, seguido de um aporte de mais R$ 50 milhões para acelerar o crescimento da operação na Argentina.

Leonel Andrade, CEO da Smiles, contratou cinco profissionais argentinos com conhecimento do mercado de milhas do país para os cargos de gerência da empresa. O executivo acredita que o mercado argentino equivale a 25%-30% do mercado brasileiro.

A meta estabelecida pelos gestores da empresa é que o Smiles Argentina responda por 10% dos negócios do Smiles no prazo de 3 a 5 anos.

Mesmo sem nenhum tipo de marketing no país, o Smiles já conta com 300 mil argentinos inscritos no programa versão brasileira. Aliás, Leonel Andrade afirmou que o modelo argentino será idêntico ao brasileiro.

De acordo com os site Bank e Valor Econômico, já foram fechadas parcerias com o AMEX e o Banco Patagonia e o início das operações já teria iniciado em 10 de dezembro (clique aqui para ler) (clique aqui para ler).

A Argentina conta com cerca de 60 bancos e cada um deles tem seu programa de fidelidade. Esse dado demonstra como nós estamos cartelizados com 5 bancos que abocanham mais de 90% do mercado de um país com 200 milhões de habitantes.

O interessante é que a IstoÉ Dinheiro primeiro noticiou o investimento em maio de 2018 (clique aqui para ler), ou seja, antes do anúncio da incorporação do Smiles pela Gol. Nenhuma das fontes consultadas fez qualquer menção se, na Argentina, o programa será uma empresa separada da Gol, ou se será parte da companhia aérea.

Para ler o post original do Adrián, clique aqui.