Star Alliance Vai Implementar Sistema Comum de Busca de Passagens com Milhas

8

O One Mile at a Time (OMAAT) acabou de divulgar que a Star Alliance pretende implemantar um sistema comum de busca de passagens com milhas em toda a aliança até o fim desse ano. Atualmente, cada programa tem um sistema independente que, muitas vezes, não “enxerga” a disponibilidade de um voo imediatamente.

Esta é a origem da orientação geral para se procurar a passagem desejada no site da ANA (clique aqui para aprender) ou do MileagePlus da United (que não mostra a disponibilidade das cabines premiumn da Singapore Airlines). Daí, anota-se a data e números dos voos, para só então ligar para o Amigo da Avianca, por exemplo, para tentar reservar – e ainda assim há inúmeros problemas. Já o Lifemiles da Avianca Internacional simplesmente não mostra a disponibilidade da Air China ou da SAS, tornando impossível a emissão com essas companhias.

A proposta, divulgada pelo CEO da SAS, é que os passageiros possam fazer reservas diretamente nos sites dos respectivos programas de milhagem sem precisar pegar o telefone. É pra glorificar de pé!

O OMAAT afirma que não ficou claro se todos os programas vão adotar o novo sistema, mas quem está à frente do desenvolvimento é a Star Alliance e não uma empresa isolada. O único medo é que, com a mudança, novas taxas podem ser implementadas para fazer frente às despesas com o desenvolvimento e manutenção do software.

Para mim, a facilidade para ver a disponibilidade sem intervenção humana é um dos pontos que mais valorizo em um programa de milhas. Acredito que essa mudança vai ter três consequências práticas que vão nos afetar diretamente.

A primeira é que mais gente vai transferir pontos do cartão para o Amigo dificultando os bons resgates – mas para toda a vantagem, há uma desvantagem.

A segunda é que a novidade vai dar fôlego para que nós possamos nos associar a outros programas de milhas e forçar a melhora nos programas brasileiros. Por exemplo, atualmente, o Miles and Smiles da Turkish não permite ver a disponibilidade online e o resgate é feito via email (não sei se já estão permitindo pelo telefone!).

E a terceira é que isso provavelmente vai levar a Oneworld e o Skyteam a fazerem a mesma coisa.

Oremos!