Trump suspende voos entre Europa e Estados Unidos

14
Donald Trump
Donald Trump

O Presidente Trump foi ontem, em cadeia nacional, informar que todos os voos entre Europa e Estados Unidos estão suspensos por 30 dias a partir da meia-noite de 6a feira. A exceção, não explicada, são os voos do Reino Unido. Cidadãos americanos e residentes legais permanentes também estão fora do escopo da medida.

Os EUA de Trump

O anúncio foi feito após a Organização Mundial de Saúde elevar o COVID-19 uma pandemia global. No momento, há mais de 125.000 casos confirmados no mundo, com mais de 4.600 mortes.

Diversas organizações e entidades estão cancelando eventos. A NBA – a associação nacional de basquete – suspendeu a temporada por tempo indefinido. Na Flórida, todas as universidades estaduais fecharam os dormitórios e estão dando aulas online.

Detalhe Importante

Qualquer pessoa, de qualquer nacionalidade, que tiver um carimbo no passaporte de países do espaço Shengen nos últimos 14 dias serão impedidos de embarcar para os EUA.

Outros Países

Além dos EUA, ontem o Kwait suspendeu todos os voos para o país – ninguém entra, ninguém sai … Já a Arábia Saudita suspendeu os voos de e para os países com maior número de casos – Suíça, Índia, Paquistão, Sri Lanka, Filipinas, Sudão, Etiópia, Eritréia, Kenya, Somália e União Européia. A fronteira com a Jordânia também será fechada, exceto para o comércio.

Nas Maldivas, hóspedes de alguns resorts estão impedidos de sair pelas próximas duas semanas, após a confirmação de 4 casos em duas ilhas. Os custos da estadia e alimentação serão bancados pelo governo.

A Itália, como todos sabem, está submersa numa quarentena geral. Muitas companhias aéreas suspenderam voos para os focos da disseminação do coronavírus em Milão e Veneza.

No Brasil

Aqui, o Presidente Jair Bolsonaro declarou que o COVID-19 estava sendo amplificado pela mídia e que a situação não é tão grave.

Algumas Palavras

O risco de recessão global é enorme e a indústria aeronáutica já está sofrendo os efeitos do coronavírus. Agora, com a decisão do Trump, as ações da American Airlines, por exemplo, tiveram uma queda de 13%.

A BOVESPA ontem teve o segundo circuit break em 3 dias e é impossível fazer qualquer previsão otimista no momento, principalmente após o anúncio de Donald Trump ontem. Os EUA agora só mantém voos de e para as Américas e a África.

Não se sabe ainda se outros países seguirão o exemplo do presidente americano.

Sugiro que aqueles que têm viagem para o exterior marcada para março revejam seus planos, pois cancelamentos abruptos, determinados pelos governos, podem acontecer a qualquer momento.