TudoAzul estaria cancelando reservas não vinculadas à conta do emissor do bilhete

9
TudoAzul está cancelando reservas não vinculadas à conta do emissor do bilhete

A relação das empresas aéreas brasileiras com o mercado de compra e venda de milhas se tornou dúbio nos últimos anos. Se por um lado as empresas afirmam ser contra a prática, por outro seguem despejando milhas no mercado.

Dentre as três principais empresas nacionais, a Azul tem sido a que mais demonstra combater essa prática – ou pelo menos essa é a impressão que tenta transmitir. Por exemplo, desde o começo de 2020 a empresa introduziu uma lista de beneficiários onde cada titular de uma conta TudoAzul pode cadastrar no máximo 5 pessoas e emitir passagens para eles.

Além disso, quando o titular trocar um dos beneficiários, é necessário esperar 60 dias para poder emitir uma passagem em nome do novo beneficiário. Especificamente sobre a troca de beneficiários, o regulamento vigente do programa diz o seguinte:


Troquei meu beneficiário, não posso mais emitir passagens para ele, mas as passagens que foram emitidas anteriormente poderão ser utilizadas?

Ao fazer alguma alteração na lista, você não poderá mais emitir passagens para o beneficiário que saiu de lista, mas as passagens já emitidas permanecerão ativas e válidas até a data do voo.


No entanto, um de nossos leitores entrou em contato conosco para nos dizer que o TudoAzul está cancelando passagens já emitidas nos casos onde o passageiro não faz mais parte da lista de beneficiários do titular da conta TudoAzul que emitiu a passagem.

Ainda segundo o nosso leitor, o passageiro que passou pela situação descrita acima tentou argumentar mostrando que regra no site da empresa ainda permite o embarque nestes casos, mas a funcionária foi irredutível.

Algumas Palavras

Como eu sempre digo, as empresas têm o direito de alterar as regras dos seus programas a qualquer momento. Afinal de contas, isso faz parte do jogo.

O que não é aceitável e, infelizmente é um fato corriqueiro nos programas de milhagens do Brasil, é a falta de transparência. Se mudar as regras do programa sem notificar os clientes já é deplorável, o que dizer quando a mudança tem efeito retroativo?

Alguém mais passou por essa situação nos últimos tempos?

Para Saber Mais

Neste link você acessa a página do regulamento to TudoAzul que fala sobre beneficiários.