Turista Consciente – Cinco Sugestões que Fariam Bem a Todos

4
CX Business Class AKL-HKG A350 Dez 2016

A humanidade nunca viajou tanto a turismo como nas últimas décadas. Para se ter uma ideia, de acordo com um relatório da World Tourism Organisation, em 2018 tivemos mais de 1.4 bilhões de viagens de turismo que envolveram pelo menos uma estadia em algum lugar fora de casa.
As mídias sociais, como Facebook e Instagram, passagens áreas cada vez mais baratas e alojamentos para todos os bolsos têm exercido um papel preponderante em despertar nas pessoas o interesse em conhecer outras cidades ou países. No entanto, todo esse fluxo de pessoas indo e vindo gera alguns problemas.
Viajar em harmonia com o espaço à nossa volta e com os demais viajantes torna-se uma necessidade. Infelizmente, tenho a impressão que a maioria dos turistas parece não se dar conta, ou propositalmente ignorar isso. Veja aqui cinco sugestões que, se seguidas, fariam um bem danado, ao planeta, às comunidades e, acima de tudo, aos demais viajantes.

Lixo

Impossível não começar por esse tópico. A UNEP (United Nations Environment Programme), a Agência de Programas Ambientais das Nações Unidas, estima que os turistas produzam mais de 4.8 milhões de toneladas de lixo por ano, ou 14% de todo o lixo sólido produzido no mundo. Assustador, não?!?
Turista Consciente – Cinco Sugestões que Fariam Bem a TodosEu sou muito atento a esse detalhe e por onde passo fico observando o comportamento das pessoas. Infelizmente, com pouquíssimas exceções, a atitude das pessoas é sempre a mesma. Jogam de tudo em todo lugar, às vezes ignorando latas de lixo a poucos passos.
Um exemplo, estive em Foz do Iguaçu no ano passado e é triste ver a quantidade de garrafas plásticas e latas de bebidas jogadas perto das cachoeiras. Sinceramente, não entendo! O que custa às pessoas carregarem seu próprio lixo e depois jogá-lo nos locais apropriados?
Pior ainda são as praias. Um passeio pela areia no fim do dia é desolador! A quantidade de copos, garrafas e sacolas que as pessoas deixam para trás é impressionante. E de novo me pergunto, o que custa a cada um levar seu próprio lixo até o calçadão e depositá-lo em uma lixeira?
Então meus caros viajantes, vamos cuidar do nosso lixo. Ele não é um problema dos outros e sim nosso. O planeta e as comunidades agradecem – e não nos custa nada!
Ah … e as bitucas de cigarro também são lixo. Parem de jogá-las no chão!

Selfie Egoístas

Ah … essa me tira do sério! 😀
Todo mundo tem o direito de compartilhar “aquela” foto com uma paisagem encantadora no fundo. Mas vamos ter um pouco de consideração aos demais turistas que estão esperando para também tirar “aquela”foto para o Instagram.
Uma vez em Florença, eu estava no alto de uma catedral e queria tirar uma foto de um determinado ponto para ter uma vista geral da cidade. Na minha frente, e de várias outras pessoas atrás de mim, havia um casal fazendo selfies e eu cronometrei. Eles ficaram mais de dez minutos tirando uma foto atrás da outra, com a mesma paisagem no fundo apenas fazendo caras e bocas, ignorando os que estavam esperando pela sua vez!
Povo … vamos respeitar os outros e acima de tudo ter bom senso. Com um pouquinho de consideração todos conseguem aproveitar.

Proibido Tirar Fotos? – Não Tire

Turista Consciente – Cinco Sugestões que Fariam Bem a TodosEm determinadas cidades, como em Kiev ou Veneza, é proibido tirar fotos dentro de algumas igrejas. Se você ver um sinal ou cartaz sobre isso, não tire fotos!
Primeiro, é uma tremenda falta de respeito. Está desesperado por uma “fotinha”do tal lugar? Compre um cartão postal ou então procure no Google!
Segundo, você pode passar vergonha. Uma vez em Varsóvia eu vi um segurança de uma igreja fazendo uma jovem apagar uma foto que ela havia tirado do altar de uma igreja. Que carão!

Não Desperdice Comida

Sem querer criar controvérsia, ou um incidente diplomático, isso é particularmente comum com as pessoas de uma determinada nacionalidade! 😀 😀
O desperdício é muito comum de se ver em hotéis onde o café da manhã está incluído na diária! As pessoas enchem o prato de comida, pegando um pouco de cada coisa e no final largam a metade. Repetir algumas vezes é muito melhor que jogar comida fora.
Num mundo onde tantos passam fome e a escassez de alimentos para outros é uma realidade constante, desperdiçar é no mínimo irresponsável. Ser consciente sobre isso não custa nada!Turista Consciente – Cinco Sugestões que Fariam Bem a Todos

Respeite a Cultura Local

Às vezes algo pode nos parecer non-sense ou sem nenhuma lógica, mas para os locais pode ter um significado todo especial. Portanto, use sempre o bom senso e respeite a cultura local.
Uma boa ideia é procurar ler um pouco sobre o destino para onde você estará indo. Isso é particularmente relevante quando se viaja para países distantes do seu onde a cultura local é bem diferente da sua.

Conclusão

Num mundo onde as pessoas viajam cada vez mais, ter consideração pelo outro e respeitar o espaço à nossa volta é o mínimo que podemos fazer para minimizar o impacto que causamos.
Bem … é isso! Ser um turista consciente não custa nada a ninguém!