Uma análise inicial sobre a reformulação do Clube Multiplus

110

A notícia do dia é a reformulação no Clube Multiplus. Resumidamente, agora são esses os planos que o Clube vai oferecer:

Aspectos Positivos:

1) Os Clubes 5.000 e 10.000 passam a ter pontos que valem para sempre. Entretanto, se o participante cancelar o Plano, todos os pontos passarão a ter
validade de 24 (vinte e quatro) meses, contados da data do cancelamento.

2) O bônus sobre os pontos de parceiros: 15% para o Clube 5.000 e 30% para o Clube 10.000. Esse é o melhor aspecto da mudança, sem dúvida.

Mas atenção ao regulamento: os benefícios do Clube Multiplus não são cumulativos com outras promoções e/ou produtos (compra, renovação e transferência de pontos e outros que forem criados) da Rede Multiplus, exceto quando previsto em contrário.

3) Os clientes que aderirem ao Clube 5.000  ou 10.000 serão automaticamente LATAM Gold. Os benefícios são os seguintes:

Quem é Gold tem direito a cupom de upgrade. Lembram do post do outro dia sobre os upgrades? Então, sendo Gold você tem direito a cupom de upgrades. Quer saber tudo sobre os upgrades da LATAM mesmo com voos emitidos com pontos? Então, clique aqui para ler.

4) Quem tem cartão Itaucard ganha bônus na pontuação (mas o pessoal do Citi está fora do bônus!).

Aspecto Neutro:

1) A introdução do Clube 10.000, até então inexistente. O benefício que ele dá e que os demais não dão é o acesso a 5 salas VIP LATAM, caso o passageiro tenha Multiplus Itaucard Platinum e Black desde que tenham pelo menos 1 transação de crédito nos últimos 6 meses. E as salas também são limitadas: Guarulhos, Bogotá, Santiago e Miami! O acesso é concedido somente ao titular da conta! Se não houvesse essas restrições, certamente seria um aspecto positivo.

Aspectos Negativos:

1) Aumento da mensalidade do Clube 5.000 e o fim do bônus de 15.000 pontos anuais no Clube 5.000. A mensalidade do plano antigo custa R$ 162,50 e a do novo, R$ 179,90, um aumento de 10%. No plano antigo, em um ano acumulava-se 75.000 pontos por R$ 1.950,00/ano (custo de R$ 0,026/ponto). Agora, acumula-se 60.000/65.000 por R$ 2.154,00 (R$ 0,035/ponto ou R$ 0,033/ponto). Gente, é um aumento de, no mínimo, 20%.

2) Não se cumula promoções com o bônus. Ou seja, se o Multiplus der uma promo de 60% na transferência dos cartões XYZ, você não terá 30% em cima disso!

Para ficar de olho:

A probabilidade de os resgates se tornarem mais difíceis é grande. Isso porque estou vendo um monte de gente super empolgada com a mudança e já aderindo ao Clube 10.000. Isso quer dizer que vai ter mais gente com mais ponto para resgatar a mesma passagem. Se hoje o planejamento com bastante antecedência é obrigatório, eu imagino como isso ficará em um ano, quando as pessoas já tiverem acumulado mais de 100.000 pontos …

Um outro ponto a ser considerado é que a Multiplus está fazendo promoções muito restritas em termos de transferências de cartão de crédito. Outro dia desses, fizeram uma promo em que não foram contemplados cartões Itaú, BB, Santander, Bradesco, etc etc etc (clique aqui para ler). Ou seja, alienaram 80% dos clientes de cartões de crédito no Brasil.

Também é sabido que a Multiplus não tem uma relação de amor com a Livelo. Agora, a transferência mínima entre a Livelo e a Multiplus é de 20.000 pontos!!!! (Agradeço ao Alex pelo envio da dica).

Aliás, a dupla LATAM Fidelidade/Multiplus agora está respondendo à ofensiva da Smiles/Livelo em 2017.  Em junho do ano passado, eu até publiquei um post com o título: Smiles e Livelo pressionam a Multiplus: e agora? (clique aqui para ler). O LATAM Fidelidade diminuiu o número de trechos necessários para os clientes se tornarem Platinum (uma jogada mirando o segmento corporativo que voa doméstico) e a Multiplus agora altera seus clubes.

No mais, é sempre bom lembrar dos problemas operacionais da Multiplus. Aliás, foi justamente o assunto do meu post anterior – por quê desisti do Multiplus/Fidelidade (clique aqui para ler).

A novidade parece estar empolgando bastante o nosso mundo das milhas, mas eu vou ser bem cautelosa e aguardar um tempo para ver como as coisas ficam em termos de resgate, de interface do site em relação às informações do extrato (imagino que isso vá mudar com a migração dos programas do Grupo LATAM para a plataforma Multiplus, que vai gerenciar os pontos de todos os clientes), de promoções com as parceiras, etc.

Devagar com o andor que o santo é de barro …